Haverá alguma equipa com mais confiança que os Warriors?


“O chefe Curry esteve a cozinhar” e isso é um problema para os rivais da equipa californiana no Oeste. A série de 11 vitórias que os Warriors levam neste final de temporada regular, o “aquecer de motores” de Steph Curry para os playoffs que se avizinham no horizonte (os grandes jogadores começam a render ainda mais quando começam a sentir os grandes palcos) e o jogo colectivo que a equipa põe em marcha apesar do ascendente de forma de algumas das suas unidades como Klay Thompson ou Draymmond Green, tornam-me quase impossível vislumbrar outro vencedor que não a equipa de Steve Kerr, apesar das grandes exibições que também tem vindo a ser realizadas pelos craques dos outros contenders ao título no Oeste como são os casos de Kawhi Leonard ou La Marcus Aldridge (San Antonio), James Harden, Nene Hilário, Clint Capela ou Patrick Beverley (Houston) ou de Russell Westbrook (Oklahoma City Thunder) o mais que justo MVP da temporada regular, na minha opinião.


Os playoffs da NBA são efectivamente um nicho muito peculiar do mundo do desporto. A NBA em particular e o basquetebol em geral são uma ciência com uma multiplicidade de variáveis superior a outros desportos colectivos. Quando se iniciam os playoffs, por norma, termina o showoff e começa a contar a eficácia e a eficiência dos atletas. Quem está em forma, está no momento certo. Quem não estiver em forma nos playoffs, estivesse. Não existe lugar para contemplações e uma simples lesão de um jogador decisivo poderá ser o fim da linha das aspirações ao título dessa equipa se não tiver matéria prima suficiente e em forma para trabalhar planos alternativos que permitam suplantar essa mesma lesão. Cada vez menos importa o factor casa porque astro que é astro marca os seus 40 pontos perante o seu público ou no mais hostil dos ambientes. Quem perde em casa terá que redobrar os seus esforços para ir ganhar fora. É neste quadrante que os Warriors e os Spurs me parecem mais consistentes que os Clippers, Thunder ou Rockets: o momento de forma das duas equipas parece-me ideal, os seus jogadores parecem-me mais frescos que os das restantes equipas, o capital acumulado de experiência pelos jogadores relativamente a momentos de pressão é maior (basta referir que Harden por exemplo só jogou uma final na sua carreira e não era sequer o front-man principal da sua equipa de então, os Thunder; Russell Westbrook falhou redondamente na única final que jogou na sua carreira; até os veteranos menos utilizados de Golden State, casos de David West, Shaun Livingstone, Andre Iguodala podem vir a sobressair num ou noutro jogo de playoff porque são jogadores tarimbados para o efeito) e os Spurs ainda tem a vantagem preciosa de serem desde há largos anos os campeões da defesa do Oeste. Como referiu um dia Greg Popovych, “o ataque dá vitórias mas a defesa conquista títulos”.

Acresce ainda a este lote de condições a confiança, o plano mental que atravessam os jogadores na entrada para os playoffs. O momento mental dos jogadores do franchise de Oakland volta a ser o ideal na entrada para o principal objectivo da temporada. Quando vemos Curry a colocar toda a sua inteligência e toda a sua arte em todas as acções que toma em campo, vemos confiança. Essa mesma confiança, o sinal de que o front-man está bem irradia obviamente para todos os elementos da equipa. Se Curry está bem, Kevin Durant, Thompson, Green, Pachulia e até o “desastrado” JaVale McGee só podem estar bem porque são irradiados pela confiança e pelo jogo do seu front-man. Curry tem o dom portanto de puxar todas as exibições dos seus companheiros de equipa, o que acaba por ser positivo para toda a equipa porque estes estão eventualmente em melhores condições que os “jogadores secundários” de outras equipas para assumir as despesas da equipa na eventualidade de terem que ser chamados a liderar a equipa se Curry tiver que se ausentar do jogo por lesão durante os playoffs.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s