Breves notas sobre a vitória do Benfica em Vila do Conde


Um contra-ataque exemplarmente criado por Jonas, num dos raros momentos em que a turma encarnada encontrou a defesa vilacondense em contra pé, e muito bem conduzido por Sálvio antes do argentino ser paciente na abordagem ao último passe (esperou que o defesa se aproximasse para soltar a bola no momento decisivo que iria colocar Jimenez na cara de Cássio) garantiu ao Benfica a conquista do título. O assunto está arrumado. 
Antes de tentar esboçar algumas notas sobre a partida, permitam-me que elogie porém Luis Castro. Apesar desta equipa vilacondense ter construído poucas oportunidades de golo durante a partida (1, quando Gonçalo Paciência aproveitou um desentendimento entre Luisão e Samaris para ganhar um ressalto que lhe permitiria o golo na cara de Éderson; bola ao poste seguido de uma recarga horrível de Héldon) gostei imenso da atitude com quem enfrentou o jogo. Sem abdicar da sua identidade de jogo (defesa subida a cortar devidamente a profundidade à equipa adversária num jogo em que Jimenez procurou dar essa mesma profundidade com as suas movimentações para os flancos; médios subidos com Krovinovic a não ter medo de assumir o jogo nas transições, combinações entre os homens do corredor, com o avançado guedes a cair para o flanco direito) a equipa orientado pelo técnico radicado há muitos anos no concelho de Águeda, conseguiu até certo período criar problemas à mecânica ofensiva dos encarnados (ligeiramente modificada com a entrada de Jimenez para o onze; o mexicano gosta mais de cair para as alas) em primeiro lugar pela forma como a equipa compactou o espaço para jogar a meio-campo, subindo o bloco sempre que possível, em segundo lugar pelos números depositados nos corredores em processo defensivo e em terceiro lugar pela colocação de várias unidades à entrada na área sempre que a equipa baixava até ao seu último terço.

Do outro lado, é de destacar a exibição que realizou Franco Cervi. Quando a equipa mais precisou de um jogador capaz de desequilibrar, foi o argentino quem não teve medo (na esquerda, ao meio, na direita) de pegar no esférico e envolver toda a equipa nas suas acções, demonstrando a criatividade, a velocidade e a determinação quando parte para o 1×1 que caracteriza o seu jogo.

Castro quis mais no jogo. Com a entrada de Ruben Ribeiro para a direita do ataque na troca por Gil Dias, pretendia o treinador do Rio Ave com a colocação de um jogador que segura muito bem a bola (eu acho que o médio teria sido um jogador brilhante se soubesse soltar a bola mais rápido; como é um jogador que se prende em demasia ao esférico, acaba por travar o ímpeto que a equipa cria nas transições para o contra-ataque) libertar mais os médios ofensivos da missão de transição para que pudessem pegar no jogo em terrenos mais adiantados, de preferência na aproximação à área. Jogando directamente para Ruben Ribeiro, o jogador poderia segurar o esférico de forma a promover esse adiantamento de linhas, facto que permitiria a Tarantini e Krovinovic concentrarem-se mais nos aspectos em que realmente são exímios: na fase de criação.

Foi nesse contra pé que foi apanhada a equipa do Rio Ave no momento do golo do Benfica, lance em que a qualidade individual de Jonas e Sálvio foi decisiva.

Nota final para o lance do minuto 40: a história do jogo poderia ter sido alterada de forma significativa se Bruno Pinheiro tivesse marcado a correcta grande penalidade que ficou por marcar a favor do Rio Ave por falta de Rafa sobre Rafa Soares. No lance é visível o toque desequilibrador dentro da área do extremo sobre o lateral direito da turma vilacondense. 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s