Game Changer sujo?


O incidente provocado ontem pelo Georgiano Zaza Pachulia (Golden State Warriors) sobre Kawhi Leonardo (San Antonio Spurs) foi efectivamente o que os aficionados da modalidade nos Estados Unidos chamam de “game changer” – ou seja, a entrada de um elemento ou factor que muda uma determinada situação existente de forma significativa – não temos dúvidas que a lesão do small forward de San António, no jogo em questão, foi um marco determinante para que a equipa de Oakland pudesse fazer uma reviravolta na partida no último período.

Para além de estar a fazer a diferença no ataque com os seus múltiplos drives que só paravam no cesto adversário (é certo que até ao 3º período a equipa de San António também estava a conseguir desbloquear outras fechaduras para as portas do sucesso com a colocação de jogo interior no seu poste La Marcus Aldridge e com rápidas rotações de bola no ataque até que esta pudesse chegar a um jogador livre), Kawhi Leonard estava a fazer a diferença na agressiva, mas positiva, atitude defensiva da equipa, no matchup com Kevin Durant. Basta referir que quando Leonard saiu da partida, o astro dos Warriors tinha 14 pontos, terminando a partida com 34. Os factos são por demais evidentes. A equipa de Greg Popovych perdeu ali, portanto, de rajada, uma das suas maiores referências senão a sua principal referência.

Numa modalidade em que as regras proíbem (e sancionam em caso de infracção) determinantemente o contacto entre atletas, mas em que esse mesmo contacto acaba por existir com recorrência devido à altíssima intensidade (e velocidade de execução) que é colocada pelos atletas em cada acção, ao ver as imagens (com muito cuidado), sabendo de antemão a lesão complicada que tem afectado o jogador e de que resto o impediu de dar o seu contributo à equipa nos últimos jogos da série contra Houston, acredito que Zaza Pachulia não quis evitar o contacto que viria a lesionar o adversário, fazendo-o propositadamente para que a sua equipa pudesse tirar proveitos dessa mesma lesão no jogo de ontem e nos próximos jogos. Era por demais notório que os Warriors estavam a passar por muitas dificuldades no jogo de ontem assim como, uma vitória (com aquele nível exibicional) seria susceptível de moralizar uma equipa que eliminou Houston da maneira que eliminou.

O georgiano chegou tarde ao lançamento de maneira a tentar contestá-lo. A sua longa experiência fez o resto: pisou o pé em que o jogador se iria apoiar após realizar a suspensão, na esperança de lhe fazer ceder as articulações, arrumando-o para este e para os próximos jogos.

Um pensamento em “Game Changer sujo?”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s