Campeonato do Mundo de sub-20: Um grupo com um potencial infinito


Confesso que para além dos jogos da selecção portuguesa, só tenho passado uma vista de olhos pelos restantes jogos deste Campeonato do Mundo de sub-20. A diferença de fuso horário entre Portugal e a Coreia do Sul não nos facilita a missão de ver jogos em directo. Contudo, se há equipa que tenho seguido com alguma atenção dado o facto de se ter cruzado na fase-de-grupos com a selecção portuguesa é a formação da Zâmbia. Estou certo que não devo ser o único a seguir estes jovens zambianos com atenção. O potencial de unidades desta selecção fez accionar um enorme custo de oportunidade junto de vários clubes de nomeada, visto que deste elenco, todas as unidades jogam em clubes nacionais ou em clubes de menor expressão do futebol europeu.

Para muitos clubes de expressão europeia, poderão estar aqui autênticos diamantes em bruto por autênticas pechinchas. Um dos 5 que alinha no estrangeiro, o médio Emmanuel Banda, jogador que tem sido preponderante nesta fantástica campanha que está a ser realizada pela selecção africana na Coreia com 2 golos em 4 jogos, alinha, imagine-se, no Esmoriz, clube que actualmente milita na 1ª distrital de Aveiro.

Como já tínhamos reparado no jogo contra Portugal, esta equipa zambiana é provavelmente a equipa mais cínica da competição. É uma equipa que capitaliza extremamente bem sobre os erros do adversário, constituindo-se quicá como a selecção mais desenvolvida nas acções de transição para o contra-ataque. Para além desse facto, a selecção africana é indiscutivelmente a equipa mais intensa da competição na pressão que faz ao adversário. Nada de novo. Nestes escalões etários, as equipas africanas costumam compensar os seus défices posicionais (tácticos) com músculo para dar e vender. Os dois factos obviamente estão interligados: são as acções de recuperação de bola que permitem o lançamento de rápidos e vigorosos contra-ataques, apanhando para o efeito o desequilíbrio posicional no adversário. O avançado Enock Mwepu é nesta estratégia de jogo, mais concretamente nestas acções de transição, um autêntica delícia na forma em como cede constantemente “apoios frontais” ao condutor da transição, realizando uma panóplia vasta de acções desde a abertura para as alas ou a combinação imediata com o passador.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s