O fim da linha para Rúben Semedo


O defesa central diz adeus a Alvalade. Assim à primeira vista, os 12 milhões de euros que pagos pelo passe do defesa central por parte do Villareal são, na minha modesta opinião, um imaginável encaixe para os cofres de Alvalade pelo jogador em questão e confirmam dois aspectos muito importantes:
1. O incremento da capacidade negocial do Sporting com Bruno de Carvalho. Jogadores como o central de 23 anos inseriam-se normalmente naquela tipologia histórica de jogadores que saíam a custo zero (tenho que relembrar os mais distraídos que quem representa o jogador é o sanguessuga Catió Balde) ou por meia dúzia de amendoins, indiferentemente do facto de se terem afirmado ou não na equipa principal.

2. A valorização que foi feita com o jogador por Jorge Jesus em 6 meses. Em meio ano (na 2ª metade da temporada 15\16) o treinador valorizou a sua cotação em cerca de 4\5 milhões de euros se tomarmos em conta que o jogador valia 2,5\3 milhões quando regressou a Alvalade do empréstimo em Setúbal. Apesar do jogador ter fracassado na presente temporada, fruto de um rendimento bastante inferior ao que teve durante a temporada 15\16, considero que o treinador do Sporting conseguiu limar algum dos aspectos negativos do jogo do central. O posicionamento, a leitura de jogo, bem como a abordagem aos adversários (Semedo tornou-se claramente mais agressivo e mais incisivo no ataque à bola nas situações de 1×1) foram os aspectos que Jesus melhorou num central que é forte fisicamente, relativamente rápido, relativamente forte no jogo aéreo e muito elegante (elegante até de mais) a sair a jogar a partir de trás. Outro dos aspectos que Jesus limitou no jogador foi a sua propensão para sair a jogar “à maluca” em velocidade até sectores do terreno em que um central jamais poderá ir com a bola, excepto nos casos em que a disposição táctica do adversário no terreno crie a necessidade de haver um central capaz de “queimar linhas” com bola para encontrar linhas de passe ou criar desequilíbrios.

No entanto também não podemos negar que esta saída se deve em muito à hecatombe defensiva que foi a versão 16\17 do Sporting. O sistema de defesa subida utilizado por Jorge Jesus conjugado com a utilização de dois lateral que são lentos a descer no terreno e com um par de médios incapaz em muitos jogos de serem ávidos a pressionar o “lançador” adversário nas transições em profundidade para o contra-ataque (para as costas dos laterais) sobrecarregaram o central de situações-limite em que este não conseguiu apagar todos os fogos, ficando muito mal em muitas das fotografias tiradas aos golos adversários.

Um jogador de altos e baixos

Corria o verão de 2013 quando pudemos ver Rúben Semedo pela primeira vez na equipa principal dos leões, num amigável de pré temporada frente à Fiorentina em Alvalade. Nesse jogo, o central deu a ligeira impressão de poder vir a ser um surpreendente outsider de pré-época. Não estando “nas contas” de Leonardo Jardim para a temporada, em virtude das soluções que o técnico madeirense tinha para a posição (Maurício, Marcos Rojo, Eric Dier) o internacional sub-21 deslumbrou de tal maneira nesse jogo que deu a sensação de poder a vir a ter o seu espaço no plantel principal, devidamente combinado com uma utilização regular na equipa B para continuar a crescer. Embora macio e algo lento a reagir, a elegância e a assertividade com que o jogador resolvia grande parte das disputas individuais, constituiam-se como um enorme capital de potencial futuro.

Mas, porque há sempre um mas, o comportamento do jogador não era o melhor fora dos relvados. Ainda nessa pré-temporada, o jogador foi apanhado a conduzir sem carta pela PSP, com uma das filhas no carro. Jardim acabaria por descartar o jogador, revelando o seu lado pedagogo.

Travessia no deserto.

Na pré-temporada de 14\15, Marco Silva não se entusiasmou pelo jogador, chegando inclusive a fazê-lo alinhar à experiência como trinco em alguns dos amigáveis realizados na pré-temporada, com o intuito de perceber se o jogador tinha estampa e toque para se constituir como alternativa a William Carvalho. Sem se constituir como opção para Marco, o jogador viria a ser emprestado ao modesto Réus da 2ª divisão B espanhola em conjunto com o ponta-de-lança Alexandre Guedes. O jogador dava sinais de estar completamente perdido para a alta roda do futebol.

Mas… Porque na vida podem existir várias condicionantes, Jorge Jesus viria a resgatá-lo na pré-temporada seguinte. Voltando à sua origem com uma mentalidade mais adulta, o jogador afirmou-se na pré-temporada. O empréstimo para Setúbal era, portanto, um regresso com destino marcado se o jogador desse o salto que efectivamente deu durante a 1ª metade da temporada.

Do Olimpo ao Inferno

ruben semedo

Do Setúbal para o onze titular de Jorge Jesus, na 2ª metade da temporada 15\16, aos assobios e mensagens particulares registados(as) em Alvalade na última partida que a equipa realizou na presente temporada. Contestado pelos adeptos (com toda a razão) a partir de Janeiro, o jogador perdeu margem de manobra em Alvalade. Desconfio até que o jogador não tinha qualquer vontade de continuar assim que viu as mensagens que lhe foram endereçadas a meio da partida contra o Chaves. Por outro lado, o Sporting livra-se de um problema: Catió Baldé. A conhecida ganância que caracteriza o empresário guineeense (e o seu parceiro de negócios Bebiano Gomes) deve ser mantida o mais afastada possível de Alvalade. Baldé e Bebiano são autênticas “doenças infecciosas do futebol” que conspurcam todas as alminhas em que tocam. São dois autênticos sanguessugas, dois cães sem dono que não ligam a mais do que ao SacroSanto dinheiro dos jogadores que agenciam, usando e abusando dos clubes para colocar “à condição” (até surgir a proposta que lhes vai encher os bolsos de comissões) as pérolas que vão descobrindo em África e nos clubes pequenos da cintura urbana de Lisboa.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s