Criterium Dauphiné – Etapa 5 – Phil Bauhaus surpreende tudo e todos na chegada a Mâcon


A Team Sunweb está na moda! A temporada de 2017 está a ser uma estreia de sonho para a agência de promoção turística alemã que decidiu no final de 2016 comprar a super licença da Giant-Alpecin no UCI World Tour. Ainda a comemorar a épica vitória de Tom Dumoulin no Giro de Itália (durante a presente semana foi confirmada a renovação de contrato do ciclista holandês até ao final da temporada de 2022, facto que indica que a Sunweb não deverá findar o seu patrocínio até essa data ) a equipa alemã voltou a comemorar na tarde de ontem uma vitória de etapa no Dauphiné com a vitória ao sprint de Phil Bauhaus na chegada a Mâcon. Na última oportunidade para os sprinters antes das terríveis etapas de montanha que serão corridas até domingo, o semi-desconhecido ciclista alemão de 22 anos bateu de forma surpreendente toda a elite dos sprinters em prova, conquistando a mais importante vitória da sua jovem carreira.

Numa corrida “tradicional” marcada por uma longa fuga de 4 elementos (entre os quais o líder do prémio da montanha e vencedor da 3ª etapa Koen Bouwman da Lotto-Jumbo; o jovem ciclista holandês só entrou na fuga para poder colher mais alguns pontos para o seu objectivo final visto que amanhã muito dificilmente conseguirá chegar na frente do pelotão à categoria especial do Mont Du Chat) que foi apanhada (o último a sobreviver da fuga foi van Baarle) nos últimos quilómetros pelo ritmo glutão que foi imposto pelas equipas dos sprinters (FDJ, Dimension Data, Katusha), Phil Bauhaus surpreendeu Arnaud Demare, Nacer Bouhanni, Bryan Coquard e Alexander Kristoff em cima da linha de chegada estabelecida na ville de Mâcon.

Destes, aquele que se pode considerar o maior derrotado da jornada foi o norueguês da Katusha visto que a sua equipa realizou um fenomenal trabalho no lançamento do sprint. A prestação do ciclista nórdico no Dauphine tem revelado que o ciclista está muito longe do pico de forma desejável para esta altura do ano face ao que já demonstrou no início desta temporada com as vitórias alcançadas no Tour de Oman, na Étoile de Bessèges e nos 3 dias de Panne e aos objectivos que pretende atingir no Tour: a vitória na camisola verde dos Pontos.

Thomas De Gent passou mais um dia de amarelo. O trintão da Lotto-Soudal não deverá resistir à etapa de amanhã, tirada de alta montanha que tem na parte final a passagem por uma categoria especial no Mont Du Chat.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s