O que esperar de Bruno Fernandes?


Ao longo dia várias foram as calinadas que pude (a grosso, à vista desarmada, e sem qualquer pudor por parte dos “escritores”, revelando um profundo desconhecimento sobre a carreira do jogador), ler por aí em relação às posições que Bruno Fernandes pode realizar no terreno de jogo. Ao contrário do que muitos pensam, Bruno Fernandes não se irá constituir em Alvalade como alternativa a Adrien na posição 8. Ponto final. Parágrafo.

Bruno Fernandes não é um jogador para jogar na posição 8. Quem o acreditar com franqueza, demonstra que não tem seguido com atenção a carreira do jogador em Itália. Na Udinese, Bruno Fernandes jogou essencialmente a 10 nas costas de Antonio Di Natale (do velho capitão dos zebrette, o internacional sub-21 português foi recebendo ao longo do tempo em que jogaram juntos vários elogios e vários avisos; Di Natale deu a entender numa das declarações que o comportamento bem como a intensidade que o jogador coloca durante as partidas não é a melhore na Sampdoria, o jogador realizou alinhou essencialmente na posição de segundo avançado ou de falso extremo na esquerda. É nessas posições que Jorge Jesus o poderá utilizar: nas costas de Bas Dost (prevê-se um duelo animado com Daniel Podence na luta pela titularidade; Alan Ruiz deverá portanto ser descartado)  ou nos flancos como falso extremo (posicionamento mais interior). Em qualquer uma das posições, o treinador do Sporting deverá pedir ao jogador que ponha em campo os seus pontos fortes: a sua capacidade de passe aliada à sua visão de jogo, a sua capacidade de remate de meia distância e as suas habituais incursões para a área para zonas de finalização.

Bruno Fernandes poderá efectivamente funcionar nos mesmos moldes em que funcionou Alan Ruiz no esquema táctico de Jesus, ou seja, um jogador capaz de aproveitar o espaço existente entre o central e o lateral contrário para combinar com os homens dos corredores, de forma a criar situações de sobreposição que permitem a linha de fundo aos primeiros, para, num segundo momento aparecer na carreira de tiro dentro da área como o final destinatário da jogada. Ao nível de velocidade de execução, os dois jogadores porém incomparáveis. Bruno Fernandes é efectivamente muito rápido a pensar e a executar que o argentino. Nas transições para o contra-ataque, por exemplo, Ruiz é um jogador que demora uma eternidade a pensar e a executar, defeito que lhe retira o desejável efeito surpresa que Bruno Fernandes acrescenta… e de que maneira!!! Quando Ruiz decide o que é que vai fazer com a bola, já a defesa adversária recuperou posição.

Quais são as razões que me levam a crer que Bruno Fernandes não será alternativa à posição 8?

Em primeiro lugar não é um jogador habituado a ter que baixar para vir buscar jogo nas transições. Bruno Fernandes não é um construtor de jogo, é um criativo. Bruno Fernandes não é um jogador talhado para pautar os tempos de jogo de uma equipa. Não é um jogador talhado para ter que colocar critério na circulação de jogo da equipa. Não é todo um jogador talhado para ser um todo-o-terreno como é Adrien. Não tem a intensidade na pressão que tem Adrien (nem de perto nem de longe) nem é conhecido por ser um jogador eficaz nos momentos de pressão.

Para ser 8, Jorge Jesus teria que fazer um trabalho exaustivo com o jogador em todos estes parâmetros do jogo. Como se tem visto, para a presente temporada, o treinador do Sporting tem pedido jogadores completamente feitos em todas as dimensões do jogo para ter simplesmente que os modelar às suas ideias. Para além do mais, se Bruno Fernandes viesse para jogar na posição 8, não fariam sentido, na minha modesta opinião, as contratações de Battaglia (se bem que o argentino terá que melhorar muito no capítulo do passe na próxima temporada) ou de Mattheus Oliveira. Esses sim são jogadores talhadinhos para jogar na posição 8. O argentino é um jogador que pressiona o adversário no osso e um excelente transportador de jogo enquanto o brasileiro é um jogador que constrói como ninguém em virtude essencialmente das soluções que cria essencialmente através do passe (longo).

Anúncios

1 thought on “O que esperar de Bruno Fernandes?”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s