Mostra ao que vens leão


De fonte segura. Seydou Doumbia desembarcou há cerca de 1 hora e meia na Portela para assinar um contrato válido por 1 ano com o Sporting, por empréstimo da Roma, com uma cláusula de compra obrigatória no valor de 9 milhões de euros caso o jogador atinja a marca de 20 golos durante a temporada em todas as competições, e outra, acessória, que permite ao Sporting comprar o jogador por 6 milhões caso este não chegue aos 2o golos. O Sporting deverá suportar os 3,5 milhões de euros auferidos pelo jogador.

A confirmar-se esta contratação, Bas Dost jogará ao lado de um avançado móvel mortífero que tem todas as condições para singrar na Liga Portuguesa, pese embora a irregularidade exibicional demonstrada nas últimas temporadas. Doumbia é um avançado que pode ir facilmente do 8 ao 80 e do 80 ao 8. O costa-marfinense é, genericamente, um avançado “ao mais belo estilo dos africanos” – um verdadeiro cavalo de força que finaliza extraordinariamente bem, abrilhantado com um ou dois momentos de magia africana. Óptimo para o ataque à profundidade, móvel (Bas Dost poderá continuar de cadeirinha na área à espera que as bolas lhe vão chegando) o jogador africano vem reforçar um aspecto que tenho vindo a pensar nos últimos dias: na próxima temporada, Jorge Jesus pretende inverter ligeiramente as ideias de jogo para a sua equipa. As contratações de Battaglia, Matheus e Bruno Fernandes já me tinham dado algumas ideias. Jesus não me parece somente preocupado em reforçar a equipa com um lote de jogadores que se possam constituir verdadeiramente como alternativas aos titulares. Se repararmos, esta segunda linha de jogadores, os contratados, é uma linha de jogadores talhados para o contra-ataque, vindo de equipas cujos princípios de jogo foram essencialmente mecanizados para o referido método ofensivo. No entanto, creio que esse aspecto não implica necessariamente um recuo do bloco defensivo. Todos sabemos o quanto Jesus odeia um bloco defensivo baixo. Mattheus por exemplo é um jogador habitual a lançar contra-ataques. Tal facto casa perfeitamente bem com as características de Doumbia. Rodrigo Battaglia é um jogador que põe sempre muita velocidade nas transições para o contragolpe:

Bruno Fernandes é por sua vez um génio no ataque à profundidade porque é um jogador detentor de uma fenomenal capacidade de passe e último passe…

… características que também combinam bem com as de Doumbia.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s