Não deixa de ser algo irónico


O cheater que nunca ganhou uma prova de forma limpa, que nunca correu de forma legal um único quilómetro de Tour, que afirmou um dia a célebre afirmação “dopar-me tornou-se tão natural como meter ar nos pneus do carro. Fazia parte do trabalho”, que nunca deixou os jornalistas falar ou escrever abertamente sobre as suspeitas que tinham em relação à utilização de substâncias dopantes e que ameaçou levar para as barras dos tribunais todos aqueles que escrevessem uma linha sobre o assunto, entre os quais o jornalista que tudo descobriu (David Walsh) e os seus colegas de profissão Greg LeMond (um vencedor de facto sem batota do Tour) Frankie Andreu, que destruiu as carreiras de dezenas de profissionais e que quase arruinou com a credibilidade de uma modalidade, actualmente ganha a vida a comentar as etapas de Tour.

Pergunta-se com propriedade: quem é Lance Armstrong para comentar o quer que seja numa modalidade cuja credibilidade quase arruinou com a sua profunda e desmedida ganância? Quem é Lance Armstrong para emitir um único juízo de valor sobre as prestações e o rendimento daqueles que participam de forma limpa na prova?

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s