Compreendo e apoio-te Xico


O recado não podia ser bem mais claro assim como o destinatário da mensagem. O não-convencional método de protesto utilizado por Francisco Geraldes não foi o melhor porque, como o jogador deverá compreender, no actual estado sensacionalista em que se encontra enfermo o jornalismo português, a acção praticada é a ponta que os jornalistas mais procuram para construir a narrativa que lhes seja mais conveniente para provocar instabilidade no clube e no grupo. Como pessoa inteligente que é (não tenho quaisquer dúvidas), o Francisco Geraldes sabe que deve guardar as críticas para o lugar certo, de modo a assegurar a indispensável estabilidade que todo o grupo precisa para trabalhar nesta fase.

Por outro lado, a crítica em si que foi realizada está acrescida de total razão. Jorge Jesus não pode pura e simplesmente ter o comportamento de exclusão que está a tomar para com o jogador desde que chegou a Alvalade. Numa fase da pré-temporada em que Jesus deverá ser o mais experimental que puder para poder compreender as mais-valias que determinados jogadores trazem ao grupo bem como as suas limitações (para as poder calmamente trabalhar no decurso da temporada), o treinador do Sporting não pode adoptar os comportamentos que ainda ontem adoptou quando tirou o jogador a poucos minutos do fim de um jogo em que este apenas entrou na 2ª parte. 

Jesus está a dar pouquíssimas oportunidades a um dos jogadores mais talentosos e promissores que dispõe neste plantel, se atentarmos às excessivas oportunidades que está a dar a um jogador que pouco acrescenta de positivo ao futebol do Sporting, Alan Ruiz. Alan Ruiz pode ter aquele pé esquerdo fenomenal. Tem.É uma verdade universal. Alan Ruiz é um jogador mortífero no último passe à entrada da área e é dono de uma capacidade de remate invejável. Certíssimo. Mas, se a equipa não progredir, quantas possibilidades terá o argentino de aplicar os seus golpes de mestre? É precisamente aí onde quero chegar.

O argentino é um jogador tenebroso nos momentos de transição. É lento por natureza. É lento a executar. Não é inteligente nas acções que toma, juntando a lentidão natural, a lentidão nos processos de execução, com a lentidão que possui no momento em que tem de pensar o que fazer com a bola para que a equipa possa cumprir o principal objectivo do jogo: avançar. Progredir. Se atentarmos a todas as transições (principalmente para o contra-ataque) nas quais Ruiz é chamado a vir atrás para criar uma solução que permite à equipa progredir, o argentino demonstra não ser rápido a virar-se de frente para o jogo, não ser um jogador vertical, não ser um jogador pragmático, não ser um jogador capaz de compensar a sua natural lentidão com uma leitura perfeita do que se passa ao seu lado ou à sua frente para eventualmente colocar imediatamente um passe de ruptura ou simplesmente dar seguimento à jogada e não ser um jogador capaz de acelerar em velocidade. Invariavelmente, sempre que recebe a bola neste contexto particular de jogo, o argentino tem movimentos que me irritam profundamente quando se sente profundamente impelido (deve ser uma tentação do demónio ou o caralho!) a receber a bola, rodar, colocar uma caixinha sobre um adversário, colocar outra caixinha sobre o adversário, perder a bola na 1ª ou na 2ª caixinha ou ainda tentar uma 3ª caixinha… acabando sempre por criar situações de apetitoso contra-ataque para os adversários.

Posto isto, e posta esta qualidade medonha de jogador, porque é que Jesus não dá uma porra de uma hipótese ao miúdo na posição em que este me parece mais forte?

Anúncios

3 thoughts on “Compreendo e apoio-te Xico”

  1. Para já confesso que não estou a gostar deste início de temporada. O planeamento deste estágio pareceu-me mal executado. Ninguém faz 2 jogos no espaço de 2 dias, por mais jogadores que tenha para rodar. O Jesus levou 30 jogadores mas não deu um tempo de utilização igual a todos. Neste caso concreto, como afirmei no post, creio que o Jesus está a agir de má fé perante o jogador. Está a sacrificá-lo em detrimento de um jogador a quem já foram dadas demasiadas oportunidades.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s