Um passo atrás na carreira para Warren Barguil


O presente mês de Agosto trouxe consigo a habitual dança de cadeiras no pelotão internacional. Nas últimas semanas, algumas das principais equipas trataram de cumprir a velha máxima de todos os marinheiros: quem vai ao mar, avia-se em terra. Ou seja: todas as equipas passaram as últimas semanas a ultimar as renovações dos seus principais corredores ou dos corredores em quem depositam expectativas para o futuro de forma a poderem evitar a consumação de surpresas nos primeiros dias permitidos pela UCI para a negociação de contratos para 2018. Os próximos serão porém de uma enorme azáfama para alguns dos principais ciclistas do pelotão mundial. Mikel Landa já afirmou que provavelmente irá rumar para a Movistar, contratação que poderá abrir espaço para a possível saída de Nairo Quintana para a Astana. Sem espaço na Sunweb (a aposta no próximo Tour será em Tom Dumoulin, o vencedor da edição deste ano do Giro) o enorme Warren Barguil confirmou a sua assinatura com a Fortuneo Vital Concept da Divisão Pro Continental. 

No que respeita a renovações de contratos realizadas nos últimos dois meses:

  • A Sky renovou com Christopher Froome, com Geraint Thomas e com o polaco Michal Kwiatkowski. O sprinter Elia Viviani também continuar a vestir o jersey da formação britânica.
  • A Sunweb renovou com Tom Dumoulin, com o seu baroudeur Laurence Tem Dam, com o seu rolador Niklas Arndt e com o seu sprinter all-rounder Sam Oomen.
  • A Wanty renovou com os seus puncheurs Thomas Degand e Frederik Backert.
  • A Cofidis renovou com o seu líder absoluto Nacer Bouhanni
  • A Trek renovou com o seu combativo Fabio Felline e com o gregário de Alberto Contador Julien Bernard.
  • A Selle Italia renovou com o seu líder absoluto Fillippo Pozzatto.
  • A Astana renovou com o seu corredor de estatuto protegido Dario Cataldo e voltou a estender o contrato do seu trepador Jakob Fuglsang.
  • A BMC renovou com Richie Porte e com os seus puncheurs Alessandro DeMarchi e Danilo Wyss. O gregário Michael Schar também renovou por 2 anos com a equipa.
  • A AG25 voltou a dar um voto de confiança ao trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pela sua espinha dorsal ao renovar com Oliver Naesen, Romain Bardet, Ben Gestauer, Axel Domont e Pierre Roger Latour.
  • A Quickstep pode renovar com Phillippe Gilbert e Fernando Gavíria.
  • A Katusha renovou com o seu líder absoluto Ilnur Zakarin, com o seu sub-líder Ilnur Zakarin, com os russos Pavel Kotchekov e Maxim Belkov bem como com os portugueses Tiago Machado e José Gonçalves.
  • A Lotto-Soudal renovou com o veterano trepador Maxime Monfort.
  • A Delke Marseille renovou com o nosso bem conhecido Delio Cruz Fernandez.
  • A Lotto-Jumbo-NL renovou com os seus roladores Koet Boewman e com o seu contra-relogista Paul Martens.
  • A Movistar renovou com o contra-relogista portugues Nelson Oliveira.

O “mercado” para a temporada de 2018 anda ao rubro. Para além das transferências confirmadas (…)

  • A contratação por parte da Lotto do puncheur Jens Keukeleire (Orica).
  • A contratação por parte da Orica do lançador Matteo Trentin (Quickstep)e do gregário de Christopher Froome Mikel Nieve (os irmãos Yates vão reforçar-se com um dos melhores gregários do panorama actual do ciclismo, facto que confirmará as suas pretensões a lutar pelos lugares do pódium nas grandes voltas).
  • A contratação por parte da UAE do sprinter norueguês Alexander Kristoff (Katusha)
  • A contratação por parte da Bora de Peter Kennaugh (Sky) e Danilo Oss (BMC)
  • A contratação por parte da Movistar do trepador argentino Eduardo Sepúlveda (Fortuneo)
  • A contratação de Tony Gallopin (Lotto-Soudal) por parte da francesa AG2R.
  • A contratação de Omar Fraille (Dimension Data) por parte da Astana.

Existem uma série de ciclistas com os futuro indefinido para a temporada de 2018. A saber: 

  • Apesar de ainda não ter assinado, Mikel Landa poderá rumar para a Movistar, cenário que poderá abrir a porta de saída para Nairo Quintana. O colombiano tem praticamente todas as equipas de World Tour interessadas na sua contratação excepto a FDJ e a AG2R. A Astana tem vindo a assediar o colombiano, bem como o jovem Jan Hirt da CCC Polsat.
    Rigoberto Uran também não deverá renovar com a Cannondale. O futuro do colombiano poderá passar pela Trek de Alberto Contador. Uran deverá ser a cartada da formação luxemburguesa para o próximo Tour, enquanto Mollema e Contador serão os chefes-de-fila da equipa para as outras grandes voltas.
  • Davide Formolo estará a negociar com a Bahrain-Mérida. A equipa do Bahrein também poderá avançar para o gregário Damiano Caruso de forma a poder juntá-lo a Vincenzo Nibali. A contratação de Caruso poderá vir a constituir-se como uma enorme mais-valia para uma equipa em que Franco Pelizzotti não chega para dar conta do recado na alta montanha. Matej Mohoric da UAE também está perto de assinar pela formação sediada naquele país do Médio Oriente
  • Diego Rosa será ao que tudo indica reforço para a UAE de Rui Costa na próxima temporada. A UAE também tem vindo a trabalhar no dossier Fábio Aru.
  • Marcel Kittel tem sido apontado como possível reforço da Katusha. A formação russa dispensou Kristoff com o intuito de contratar Kittel.

Durante o dia de hoje Warren Barguil assinou, com alguma surpresa pela equipa francesa da divisão Pro Continental Fortuneo-Oscaro. Na minha modesta opinião, o ciclista de 25 anos poderá ter dado um retumbante passo atrás na sua ascendente carreira. O maravilhoso espectáculo promovido na alta montanha pelo ciclista da Sunweb no Tour de France, prova onde, sem qualquer ajuda, numa equipa escolhida a preceito para auxiliar Michael Matthews, conseguiu realizar uma fabulosa corrida de trás para a frente (finalizou na 10ª posição e conquistou o Prémio da Montanha), não foi suficiente para convencer os responsáveis da equipa alemã a oferecer-lhe um contrato financeiramente mais vantajoso e\ou a possibilidade de, por exemplo, investir na possibilidade de lhe granjear uma equipa suficientemente forte para o secundar numa eventual liderança de formação nas voltas a Itália e Espanha. Barguil também não deverá ter visto com bons olhos a possibilidade de ter que auxiliar Tom Dumoulin nas próximas edições do Tour. Nas próximas 3\4 temporadas a formação alemã já anunciou o desiderato de ver Dumoulin de amarelo no pódio de Paris. Contudo, não posso deixar de referir que esperava a possibilidade do jovem ciclista bretão rumar a outra equipa de World Tour. A sua enorme qualidade na alta montanha deveria ter despertado a cobiça de formações que actualmente não dispõem de muitos trepadores nas suas fileiras como a Lotto-Soudal, a UAE, a Bora ou a Bahrain-Mérida.

A Fortuneo-Oscaro decidiu portanto chegar-se À frente para contratar o trepador nascido em Hennebont. A contratação do ciclista representa para o director desportivo da formação bretã (Emmanuel Hubert) o desejo assumido de vir a lutar pela subida de divisão ao escalão máximo da UCI.

Para aqueles que estão menos familiarizados pela modalidade, sinto a necessidade de explicar o conceito em que assenta a formação bretã. Com a sua sede na região da Bretanha, a Fortuneo é actualmente um dos raros projectos de âmbito local ou regional. O elenco da equipa só possui neste momento 3 estrangeiros num total de 20 corredores. Dos 17 corredores franceses, só 4 é que não nasceram no Norte de França. 10 dos 17 franceses nasceram na Bretanha, 2 nasceram na vizinha Normandia e 1 nasceu nos arredores de Paris (Arnold Jeannesson). Para Barguil a transferência para a formação local da região da qual é oriundo será nitidamente um regresso Às origens. Contudo, no ciclismo, um regresso Às origens não garante absolutamente nada se a equipa não tiver matéria prima suficiente para o auxiliar numa prova como o Tour. Para o secundar como um chefe-de-fila ambicioso ao Tour, a formação bretã tem apenas dois corredores capazes realizar um trabalho minimamente profícuo na alta montanha: Arnold Jeannesson e o veterano Brice Feillu. Os restantes corredores são, em suma, corredores com imensa qualidade na arte das fugas (Armindo Fonseca, Pierre Luc Perichon, Florian Vachon, Romain Hardy, Kevin Ledanois). A Barguil deverá restar portanto a possibilidade de continuar a brilhar nas clássicas de colinas, de lutar por um lugar dentro do top 10 do Tour (numa equipa mais calejada, o trepador poderá ambicionar um lugar no pódio final) e de lutar por vitórias em etapas de alta montanha. Não creio que a equipa tenha condições para lhe oferecer um projecto mais arrojado que este.

Por outro lado, o ciclista não estará tantas vezes presente nas maiores provas do calendário World Tour. Como a Fortuneo é neste momento uma equipa da divisão Pro Continental sem grandes possibilidades de vir a subir de divisão na presente temporada, em 2018, a equipa continuará a receber os mesmos convites que actualmente recebe para as provas world tour, ou seja, os convites que são dados por simpatia pelos organizadores das diversas provas para equipas locais que militem em divisões inferiores. No melhor dos cenários, Barguil será convidado para o Tour e para as provas de World cuja organização seja pertença da francesa ASO. A mudança para a Fortuneo irá portanto retirar-lhe a possibilidade de correr em provas apetecíveis (para as suas capacidades) como a Volta À Catalunha, a Volta ao País Basco, a Strade Bianchi, o Tour de Flandres, a Volta ao Algarve, a Koln Rundhfart ou o Giro da Lombardia. A participação no Tour estará sempre assegurada (não creio que a ASO não vá atribuir um wild card ao melhor trepador da edição de 2017), mas o mesmo não se poderá dizer da Vuelta. A formação francesa só poderá correr a Vuelta se a decisão não receber 3 pedidos de wild card de formações espanholas. A participação da Fortuneo no Giro estará em qualquer uma das formas fora de questão visto que a Itália tem uma dezena de formações nas divisões inferiores da UCI.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s