O golo do dia


Na primeira parte do jogo inaugural da Bundesliga na nova temporada, o Bayern venceu por 3-1. O futebol dos bávaros não foi o melhor, e até viveu, na 1ª parte, das facilidades concedidas pela estratégia de jogo montada pelo treinador dos farmacêuticos Heiko Herrlich. Nos primeiros 45 minutos, creio que a equipa de Leverkusen cometeu um erro estratégico que deu imenso conforto ao Bayern na partida ao pressionar (pouco e mal) à entrada do seu meio-campo. O plano de jogo idealizado por Herrlich permitiu a uma equipa que já por si gosta de sair a jogar com toda a segurança (a verdade é que tem imensos jogadores para o fazer; começando pelos seus centrais; no entanto, em cada transição, Vidal ou Rudy baixavam até aos centrais para receber a bola e iniciar o momento de construção) o domínio das acções a meio-campo. Aplicando a habitual circulação de bola de pé para pé (aliada à extrema mobilidade de todo o sector ofensivo) no corredor central à procura do espaço livre para entrar dentro do bloco adversário de maneira a poder flanquear o jogo para a projecção dos laterais (por vezes com o auxílio em terrenos interiores de Franck Ribèry e Thomas Muller) a formação bávara manietou o meio-campo da formação de Leverkusen. Não foram muitas as situações de perigo criadas pela formação de Ancelotti na primeira meia hora, mas, a progressão no terreno concedeu as oportunidades que os bávaros precisaram para construir a vantagem de 2-0. Em dois lances de bola parada aqui retratados ao segundo.

Aplicando o seu habitual sistema de pressão alta, os farmacêuticos tiveram algumas dificuldades para sair a jogar. Contudo, sempre que ultrapassavam as situações de pressão criadas pelo adversário, havia uma especial necessidade no seu jogo de procurar imediatamente a velocidade da principal referência da equipa Karim Bellarabi. Os processos utilizados variaram entre a colocação directa e vertical na direita ou a rápida criação de engodos nas triangulações realizadas na esquerda para chamar a formação bávara seguidas de rápidas variações de flanco para o extremo.

Na 2ª parte, assim que se viram a ganhar por 3-0, os bávaros acreditaram que o seu jogo estava termino Com alguma inocência, Ancelotti baixou as linhas, deu a posse de bola ao adversário e a equipa perdeu intensidade na pressão às transições adversárias. Foi precisamente aí, que as substituições feitas por Herrlich ao intervalo e posteriormente aos 61 minutos começaram a surtir efeito. Se o esloveno Kevin Kampl deu imensa clarividência na 1ª fase de construção com a sua capacidade de transporte e acima de tudo com a colocação de passes verticais que geravam progressão à equipa, a entrada do jovem talento Julian Brandt deu o que a equipa não conseguiu ter com o jamaicano Leon Bailey: mobilidade entre as duas linhas mais recuadas do adversário, mobilidade do jogador que joga atrás do ponta-de-lança para alas de forma a receber e criar, noção de ocupação dos espaços vazios deixados pelo adversário e criatividade. O Bayer reduziu e esteve até muito próximo de fazer o 2-3. O Bayern foi capaz de aliviar a carga negativa que se gerou em torno da sua baliza com as suas pragmáticas saídas em contra-ataque (a procurar a velocidade de Robben) mas ao holandês tudo falhou na definição das jogadas.

No lance do golo do Leverkusen, veja-se a forma em como Brandt vindo da direita (e a ser seguido de longe por Rafinha) entra bem nas costas de Vidal.

brandt

Rafinha e Vidal estão como podem ver, a 3 metros do adversário. Se Wendell abrir com um passe vertical, o alemão terá espaço para alçar o remate.

O lateral esquerdo Wendell faz o passe vertical. Tanto Vidal como Rafinha chegam (previsivelmente atrasados) ao lance. brandt 2

Há tempo e espaço para criar. Vidal ainda tenta importunar mas a decisão já está tomada. Bastou olhar para o lado, puxar a bola para o direito e servir a entrada de Admir Mehmedi pela direita.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s