4 lances sintomáticos do trabalho que tem sido desenvolvido por Sérgio Conceição


Como já pude referir há bem pouco tempo, noutros posts, o futebol deste “novo” FC Porto de Sérgio Conceição agrada-me muitíssimo e posso até afiançar que está muito perto da preferencial forma de jogar que eu tenho vindo a formular na minha mente nos últimos meses.

Estes 4 são lances são sintomáticos do extraordinário trabalho de construção de um modelo, dos princípios e das dinâmicas de uma equipa. Qual é o motivo que me leva a classificar como extraordinário o trabalho que tem sido desenvolvido nas últimas 7 semanas por Conceição?

Num curtíssimo período de tempo, o treinador do Porto conseguiu, com o grosso do lote de jogadores que trabalhou na época passada com Nuno (a única excepção no 11 base é Aboubakar), assumir uma ruptura com o trabalho que foi desenvolvido no passado mais recente pelos últimos 3 treinadores que passaram pelo clube, conseguiu impor muito bem os seus conceitos num grupo de jogadores algo descrentes e até desvalorizados (não podemos ignorar o facto de Nuno ter desvalorizado, com o seu modelo de jogo rudimentar, muitos dos jogadores que Conceição tem vindo a reabilitar e a modelar para os seus princípios de jogo) e conseguiu fazer com que os jogadores assimilem e ponham em prática 80% do sumo dos seus princípios de jogo. Em pouco tempo, o treinador conseguiu modelar (e até optimizar) algumas unidades à sua forma de jogar, desmodelar alguns dos erros cometidos por Nuno na temporada transacta, valência que obviamente lhe garante já, em Agosto, à 3ª jornada, uma base estável de ataque ao título da Liga Portuguesa.

O actual estado de desenvolvimento da equipa revela que o primeiro ciclo dos procedimentos didáticos fundamentais que regem a actividade do treinador está cumprido. O treinador concebeu (o modelo de jogo a trabalhar e aplicar, as escolhas de jogadores, as dinâmicas que teriam que ser trabalhadas, a metodologia de treino, as várias competências nas várias vertentes do jogo que teriam de ser adquiridas por cada jogador num determinado período de tempo para que o modelo de jogo a aplicar possa ser mais facilmente assimilado e operacionalizado), executou essa mesma concepção, planeando com coerência cada unidade de treino e está a colher agora os frutos desse mesmo trabalho na fase de avaliação, em competição.

Voltemos ao vídeo no epílogo deste post. O primeiro golo dos dragões frente ao Moreirense denota mais uma vez a vontade de manietar o adversário através da circulação rápida da bola (até se encontrar o espaço livre para criar a situação de ruptura ou a situação passível de oferecer uma boa oportunidade de finalização) quer através dos processos de variação do centro do jogo entre flancos, quer através de outros dos processos habitualmente utilizados pela equipa quando procura manietar o adversário através do jogo interior (muitas entradas dos dois médios centros no bloco adversário em ataque organizado, em especial, nos momentos em que Brahimi é chamado a construir; entrada dos extremos no jogo interior; Aboubakar sempre disponível para se mover no sentido de participar na construção das jogadas; laterais sempre bem projectados, boa interligação entre Óliver e Alex Telles; se os extremos assumem um posicionamento mais interior, a entrada dos laterais cria momentos de sobreposição se estes não forem devidamente acompanhados pelos extremos\médios ala adversários) e o segundo golo denotou outra das ideias mestras do treinador: reacção rápida à perda da posse de bola, preferencialmente realizada em terrenos adiantados, não a realizando porém com efeitos preventivos defensivos mas sim com o objectivo de recuperar a bola em situações nas quais a defensiva contrária possa estar exposta.

porto 16

A recuperação desta bola permitiu a constituição de uma situação de superioridade numérica de 4×2.

porto 17.PNG

Ao contemporizar, Óliver só teve que chamar os dois centrais adversários para poder criar a situação de finalização para Moussa Marega.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s