Vuelta – 4ª etapa – Quickstep: uma máquina a fabricar vitórias


A actual líder do Ranking UCI é uma verdadeira máquina a fabricar vitórias. A vitória na 4ª etapa de Matteo Trentin (com esta vitória o ciclista italiano completa o pleno de vitórias nas 3 grandes voltas; já tinha conquistado 2 vitórias no Tour nas edições de 2013 e 2014 e uma vitória de etapa no Giro na edição de 2016 da prova italiana) em Engordany, Catalunha, representou o 53º triunfo de temporada (2 gerais individuais; 9 gerais de prémios categorizados; 41 etapas\provas de um dia) da formação belga comandada por Patrick Lefévère. Das 4 etapas até agora disputadas na prova espanhola, a Quickstep levou 2.

vuelta 25

A 4ª etapa da Vuelta é muito fácil de explicar em poucas palavras. Ao contrário do que se passou por exemplo na 2ª etapa da prova, a organização não previa à partida a existência de ventos cruzados em qualquer ponto da corrida. A inexistência de armadilhas (as equipas dos líderes pelo sim, pelo não, decidiram não arriscar em algumas fases da corrida; a Sky tentou sempre salvaguardar a integridade física de Christopher Froome, através da colocação do seu líder na frente da corrida; a verdade é que o aumento do ritmo de corrida nos últimos 20 km instalou no seio do pelotão algum nervosismo junto de algumas equipas, nervosismo esse que se veio a materializar em algumas quedas) levou o pelotão a correr a 1ª parte da corrida a uma velocidade baixa, facto que permitiu a saída de 5 corredores.

Numa primeira fase saíram da companhia do pelotão Stephane Rossetto da Cofidis, Diego Rubio e Nicholas Schulz da Caja Rural e Juan Felipe Osório da Manzana Postobon. Mais à frente, numa 2ª fase, o quarteto que rodava na frente recebeu a companhia de Johan Le Bon da Française des Jeux. A fuga ganhou um tempo considerável para o pelotão mas foi perdendo unidades ao longo do trajecto. Rossetto (viria a desfazer a fuga inicial com um ataque no Alto de Beltall) e Rubio foram os últimos a ser apanhados a cerca de 8 km da meta, numa altura em que os dois já não mostravam qualquer intenção de continuar a lutar pelo sucesso da fuga, mas sim em “atacar-se mutuamente” para ver quem é que receberia da organização o direito a subir ao pódio para receber o prémio relativo ao ciclista mais combativo do dia.

sky 2

No pelotão, várias foram as equipas que ao longo da prova passaram na frente para anular a investida do dia. Da Orica à Sky, nenhuma quis assumir verdadeiramente as despesas da perseguição. À formação britânica só interessava mesmo anular qualquer possibilidade de um dos ciclistas classificados da 2ª à 4ª posição (De La Cruz, Roche, Van Garderen) vir a bonificar no sprint intermédio colocado no centro de Valls. Com 1 segundo por disputar após a passagem dos dois corredores em fuga, o inglês nem teve que ir ao sprint: bastou somente enviar dois dos seus companheiros.

Dois dos vários incidentes do dia vitimariam dois ciclistas com aspirações ao top 10. A velocidade a que se estava a disputar a corrida subiu exponencialmente a partir dos 25 km para a chegada. A subida do ritmo de corrida, levou a que vários ciclistas, mal posicionados no pelotão, começassem a descolar deste.

O primeiro a sofrer um contratempo foi Wilco Kelderman. Um furo no coração nevrálgico da decisão da etapa obrigou a Sunweb a esforços redobrados para voltar a colocar o seu chefe-de-fila dentro do pelotão. A 3 km da meta, Daniel Moreno, o cabeça de testa da Movistar para a prova caiu. Por sorte, a queda deu-se a 2,9 km da meta, ou seja, dentro do espaço estatutariamente protegido pela UCI. Moreno pode portanto sair da queda sem sequelas e sem tempo perdido visto que a organização lhe deu o mesmo tempo atribuído ao vencedor da etapa. Essa queda também viria a envolver Domenico Pozzovivo.

Com uma brutal aceleração na parte final da etapa, a Quickstep estava decidida em proporcionar uma boa oportunidade de sprint a Matteo Trentin na difícil chegada (cheia de viragens perigosas) a Engordany. A formação belga devia uma ao seu “sprinter\lançador de excelência” desde a 2ª etapa, tirada em que o italiano decidiu, nos metros finais, deixar de pedalar para ceder prioridade ao ataque do seu companheiro Yves Lampaert.

trentin

Coube porém a José Juan Lobato (com Adam Blythe por perto, sem companheiros) o acto de lançamento do sprint. O sprinter espanhol deu o máximo para tentar conquistar a sua primeira etapa da carreira na Vuelta. No entanto, tudo estava destinado para o homem que me parece ser, neste momento, o mais veloz em prova. Apanhado numa queda, John Degenkolb voltou a falhar o sprint.

Com a vitória na etapa, o sprinter da Quicktstep assumiu a liderança da classificação dos pontos, tendo agora 49, mais 18 que Vincenzo Nibali.

vincenzo nibali

Alberto Contador sentiu necessidade de vir a público falar sobre o seu insucesso na etapa de ontem. O espanhol afirmou à imprensa que na noite de domingo para segunda passou muito mal devido a fortes dores no estômago. 

Conflito de interesses e\ou aliança entre a AG2R e a Bahrain à vista?

pozzovivo 4

Pese embora os 3 minutos perdidos na etapa de hoje não tenham sido fruto de qualquer descuido motivado por um comportamento anormal mas sim por uma queda fora do perímetro delineado pela UCI, Domenico Pozzovivo revelou hoje a assinatura de um contrato válido para as próximas duas temporadas pela Bahrain-Mérida de Vincenzo Nibali.

A confirmação oficial realizada tanto pelo ciclista como pelas duas formações, suscitou, obviamente, por razões de timing, alguma desconfiança no seio do pelotão. Sendo o corredor italiano o principal gregário de Bardet e o próximo gregário de luxo de Nibali, “a ponte” hoje anunciada levou alguns dos directores desportivos a afirmar que pode estar a ser trilhada nos bastidores uma aliança para a alta montanha entre as duas formações com o objectivo expresso de derrotar Christopher Froome (e Aru; pelos vistos Nibali não pode ver Aru à sua frente). Nas próximas etapas de montanha poderemos perceber se esta suposição tem ou não fundo de verdade.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s