As imagens da vitória do CDUL em Itália


Já noticiada aqui durante o dia de ontem. Durante o dia de hoje nas redes sociais, a vitória obtida pelos campeões nacionais no terreno da poderosa equipa do Viadana por 14-19, equipa que actualmente ocupa o 2º lugar da tabela do seu campeonato (uma das principais ligas profissionais do velho continente europeu) tem sido qualificada por muitos entusiastas ou pessoas ligadas à modalidade, como a vitória mais importante do rugby português nos últimos 7\8 anos. No post escrito ontem já tinha qualificado a vitória dos universitários como uma excelente notícia (muito galvanizadora) para a fase menos positiva pela qual tem estado a passar o nosso rugby nos últimos anos. São estas vitórias (juntando talvez a esta vitória o fenomenal percurso trilhado da selecção nacional de sub-20 durante a campanha de 2017 – campeã europeia de sub-20, vice-campeã mundial do Trophy do campeonato do mundo do escalão e a vitória obtida pela selecção de séniores no Rugby Europe C – vitória que a meu ver não deve ser tão desvalorizada quanto foi em virtude da derrota sofrida contra os belgas em Bruxelas no playoff de apuramento para o Grupo B porque uma derrota contra uma selecção de um país cujo rugby está a ser palco para um forte investimento na modalidade, de forma a aproximá-la do poderio das principais selecções do Grupo B – Roménia e Geórgia – não mancha a campanha de ressurreição coroada com 7 vitórias consecutivas que foi trilhada desde que a dupla Martim Aguiar\João Pedro Varela assumiu os destinos desta selecção) que nos fazem acreditar que, com trabalho e união, podemos paulatinamente recuperar do coma profundo no qual estivemos durante a última década, para finalmente começar a percorrer um caminho de sucesso. Sinto-me impelido a dizer que esta vitória provou que o jogador português não deve sentir qualquer complexo de inferioridade quando vai jogar à casa das formações de nações evoluídas. Quando o português entra em campo com o objectivo de deixar a sua pele no relvado, em nada se deve considerar inferior ao seu adversário.

O rugby português precisa deste tipo de vitórias, precisa cada vez mais deste misto de empenho, concentração, criatividade, força, segurança e espírito de união e precisa de gente capaz de se entregar ao trabalho. Podia aqui aproveitar a deixa para fantasiar e verbalizar sobre as fantásticas exibições individuais que pude ver nos 2 resumos (um mais curto – o que postei no início do post – e outro mais longo, apanhado num canal de televisão premium daquele país) mas prefiro atribuir os louros desta vitória ao enorme esforço colectivo da formação lisboeta – porque o rugby nacional necessita cada vez mais de agentes que prefiram a união à cisão, que prefiram o trabalho aos abjectos golpes palacianos que nada acrescentam ao rugby português, que prefiram uma atitude inclusiva a uma perigosa atitude elitista, e que se deixem de lutas tribais para se sentarem à mesa para pensar e operacionalizar uma coerente estratégia de crescimento e desenvolvimento que possa vir a beneficiar todos os clubes e não um conjunto deles (bem sei que para alguns galifões que por aí andam, é muito difícil vislumbrar o rugby português para além das fronteiras da Tapada da Ajuda, das Olaias, do Estádio Universitário de Lisboa ou de Monsanto), que possa apoiar a criação sustentada de novos clubes (em especial, nas zonas mais periféricas do país) e que possa aumentar a visibilidade e a exposição mediática desta modalidade no nosso país. O rugby português será, na minha opinião, tão ou mais forte, quando a união entre todos os agentes, proporcionar um aumento significativo do número de praticantes (aumento que se traduzirá obviamente no aumento da visibilidade e da exposição mediática da modalidade em todo o país) e o aumento da profundidade de escolhas ao dispor de cada seleccionador regional e de cada seleccionador nacional.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s