Um interessante exemplo de transição defensiva, espírito de equipa e solidariedade colectiva por Moussa Marega


Na minha ronda diária pelo Youtube à procura de “momentos, situações, palavreado do bom, palavreado do mal do xenófobo e boifiquista do André Ventura e cenas” (como perguntam agora os putos e também alguns graúdos: “ó João, viste aquela cena no Youtube?” – Como é que um gajo que raramente vê televisão, porque a televisão não lhe acrescenta nada de especial pode dizer que não viu se a cena ou que foi o último a ver a cena quando a cena de tão propagandeada que está, nas redes sociais, na imprensa escrita, na rádio praticamente entra pelos nossos olhos a dentro, devorando-nos as pálpebras, a retina, o lobo fontral e o Sulco de Rolando por esta ordem sequêncial e não por outra; claro que vi a cena, pá; quando não vi, finjo que vi e sigo em frente, já a pensar noutra cena qualquer com mais propósito para os meus interesses) apanhei esta, captada e muito bem esgalhada porque quem é de Olhão. 

A cena em si é engraçada porque distingue com clareza, a falta de qualidade da transição defensiva (colectiva, subentenda-se; um dos maiores défices da equipa encarnada) do Benfica e  razoável (quando 3 jogadores são queimados por 2, sendo que o último jogador “papa” vários em velocidade), na medida em que este foi um lance idêntico a um dos golos sofridos pelos encarnados naquele fatídico jogo disputado pelos encarnados a 27 de Setembro no St Jakob´s Park. Qual é a única diferença observável nos dois lances? Enquanto “metade” (salvo seja) da equipa encarnada ficou na área adversária a dormitar, não reagindo rapidamente à perda do esférico, neste lance, Marega, vindo literalmente (desculpem-me a expressão de tão irresistível que é) “da casa do caralho” recupera rapidamente para fazer o desarme providencial que impede o jogador do Paços de isolar.

Se tem havido aspecto onde tenho louvado sistematicamente este Porto de Sérgio Conceição é o espírito de colectivo construído pelo treinador durante estes meses (até o indomável Brahimi tem sido contagiado por este espírito de colectivo, sendo efectivamente um jogador menos individualista e menos abstracto, mais de colectivo e mais objectivo nas acções que toma) e a solidariedade existente entre todos os jogadores do plantel, rumando e remando “juntos” em prol dos objectivos traçados. Por norma, dita-me a experiência que as equipas que melhor interpretam estes valores são as equipas mais bem preparadas para vencer, não só porque os jogadores, individualmente, estão dispostos a dar tudo pela prossecução dos objectivos almejados pelo colectivo como estas são as equipas que conseguem esquecer com maior rapidez os dissabores que vão tendo ao longo da temporada. Onde é que eu (nós) pudemos ver este espírito pela última vez? No Leicester de Claudio Ranieri. A aventura do italiano (e da “modesta” formação dos foxes) começou naquele célebre episódio das pizzas, no qual o técnico italiano levou os jogadores para a sua própria cozinha para aprender a cozinhar pizzas, para no fundo lhe ensinar que a partir da ideia de que todos eram responsáveis pela inviolabilidade da sua baliza, era possível não sofrer golos. A partir daí vimos Jamie Vardy, até aí um jogador banal, a ser tão profícuo nas acções defensivas como nas ofensivas, a varrer literalmente o campo de lés a lés à procura de bolas para recuperar, de bolas para lançar, de bolas em profundidade para finalizar. Ou o lateral esquerdo (ainda hoje, a meu ver, um jogador mediano) de nome Christian Fuchs a fazer aquela ala esquerda de alto a baixo mais de 50 vezes por jogo, quando, nos anteriores emblemas que tinha representado só fazia 15. Ou as monumentais cavalgadas de área a área de Ngolo Kanté.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s