Assim vai o futebol português quando a simulação ano vira grande penalidade

ou quando uma entrada assassina (susceptível de retirar o jogador de circulação por algum tempo) é punida com um suave, suavezinho cartão amarelo.

Nada me move contra o Académico de Viseu, e muito sinceramente, a Académica não mereceu ganhar a partida porque pratica um futebol tenebroso. À excepção daquela diagonal do Tozé Marreco na jogada construída pelo Marinho e de um lance construído na esquerda na 2ª parte, Ivo Vieira perdeu um ponto (justo) e ganhou aqui muito trabalho com esta equipa se realmente quiser subir de divisão, cenário que será muito difícil mas não impossível. No entanto, pelo que vou ouvindo aqui e ali na cidade, o lobby de pressão do Académico já está construído e envolve “gado grosso”, se é que me entendem. O investimento realizado para esta temporada foi avultado, ainda para mais se considerarmos que o clube não tem “ponta que se lhe pegue ao nível de receitas” se exceptuarmos os patrocinadores (que nem “dão por aí além”) e os próprios bolsos do presidente. Sim, para muitas pessoas envolvidas no clube, a começar pelo próprio presidente do clube, este é o ano do vai ou racha. O ponto de situação ao nível de investimento(s) pessoal(is) no Académico de Viseu já superou qualquer investimento realizado no passado na Académica por Campos Coroa. Sim, já estou a aplicar ao referido valor os respectivos coeficientes de desvalorização da moeda em vigor! Ou se recupera tudo o que se investiu ao longo destes últimos anos com uma subida de divisão, ou acaba tudo como acabou há uns anos atrás: com o clube nos distritais (com outro nome) a ser sustido, por pinças, pelo próprio Presidente da Câmara.

Não fica por aqui. Esperem por domingo

A propósito do requerimento apresentado hoje pelo Ministério Público que visa julgar em tribunal colectivo os 28 arguidos detidos na Operação Jogo Duplo. Não pensem que o assunto fica por aqui.

No próximo domingo, teremos, a contar para a 44ª última jornada da 2ª liga, jogos que mais parecem bombas relógios.

Cova da Piedade (o tal clube onde militam 3 jogadores chineses; clube que é apontado nos “bastidores” como salvo da descida desde há uns meses a esta parte) Académico de Viseu e Famalicão lutam pela permanência directa. O Leixões e o Fafe lutam por um lugar no playoff que lhes garante, no mínimo, uma réstia de esperança.

O emparelhamento para a última jornada dita-nos um explosivo Académico de Viseu vs Cova da Piedade (jogo a que devo assistir no Estádio do Fontelo tal vai ser “a carga” de nervos que lá se pode vir a verificar em virtude de factos que são do meu conhecimento mas que não posso aqui revelar sobre o risco de cometer falso testemunho por falta de provas que sustentem acusações; revelo-o já sem qualquer demora; o complexo desportivo do Fontelo poderá assistir a uma visita de elementos da Polícia Judiciária no final da partida) enquanto o Famalicão vai ao terreno do Gil Vicente, formação que já não luta por qualquer objectivo de maior interesse. O Leixões recebe o União da Madeira enquanto o Fafe joga na Vila das Aves. O Aves ainda pode sagrar-se campeão da 2ª liga se eventualmente vencer a sua partida e o Portimonense escorregar nos Açores frente ao Santa Clara.

Entretanto, a susceptibilidade de ver uma outra rede a operar em Portugal é enorme nesta última jornada. Fiquemos atentos aos acontecimentos das partidas que se disputarão entre equipas que só irão cumprir calendário nesta última jornada. Aquele que me suscita mais revelo é a recepção do Olhanense ao Penafiel. O jogo entre a formação de Olhão e a turma penafidelense parece-me à primeira vista aquele jogo típico de final de temporada em que tudo parece bem montado (o Olhanense já desceu há várias jornadas e o Penafiel é 4º) para que exista uma goleada surreal. Não falo de uma goleada qualquer por 4-0 ou 4-1. Falo daquelas goleadas com um propósito específico de dar 6 ou mais golos visto que a odd +5-5 golos neste jogo na Bet.pt é de 7 euros e meio por cada euro apostado e um resultado exacto de 2-5 a favor do Penafiel poderá garantir ao apostador 45 euros por euro apostado como podemos ver aqui em baixo neste screen:

penafiel 2