Rugby: Bélgica 29-18 Portugal – Os Lobos falham o assalto ao Grupo B

(o jogo integral estará disponível para visualização dentro de algumas horas)

Naturalmente, estamos todos desiludidos. Sabíamos todos que ia ser difícil. Não obstante a vitória obtida frente aos Belgas no test match realizado no final de 2016, tínhamos a clara noção que o adversário que hoje defrontámos é um adversário experiente e com unidades muito capazes. Os belgas teriam que se fazer à vida depois da fraca campanha no Grupo B assim como a nossa selecção também teria que vestir o fato macaco para dar sequência às 7 vitórias obtidas nos últimos 6 meses, de forma a poder subir para a divisão em que o rugby português tem que estar.

Creio que os comandados de Martim Aguiar fizeram o jogo possível. Mas também creio que não podemos cometer os erros que cometemos no início da partida (o 2º ensaio dos belgas num pontapé de recomeço foi algo anedótico para este nível) e que foi algo precipitada (a ideia de querer resolver tudo rapidamente) e até previsível no seu jogo ofensivo (demasiadas variações à ponta de passe para o lado que só foram contrariadas quando Penha e Costa começou a explorar o jogo ao pé; jogar “no passe para o lado” pode parecer muito jogo mas de facto não o é se não existir progressão) faltando em muitos momentos um dos princípios fundamentais do rugby: o apoio ao portador. Frente a uma equipa que foi muito poderosa no jogo de avançados, defendemos bem em alguns momentos.

Continuar a ler “Rugby: Bélgica 29-18 Portugal – Os Lobos falham o assalto ao Grupo B”

Portugal 59-0 Moldávia; o verdadeiro espírito do Lobo

fpr
Créditos: Federação Portuguesa de Rugby

Nota prévia: o jogo desta tarde pode ser visto ou revisto na íntegra aqui, no site da Rugby Europe.

Numa tarde de gala, metemos a sexta! 6ª vitória em 6 jogos sob o comando de Martim Aguiar, na vitória caseira mais expressiva da nossa história, vitória que garante praticamente a vitória no Rugby Europe C e a possibilidade de irmos lutar pela subida de divisão para o Torneio B (Rugby Europe Championship) presumivelmente contra a Bélgica (neste momento é a última classificada do grupo B) e de podermos aspirar a jogar a repescagem mundial de qualificação para o Mundial 2019.

Nos minutos que antecederam à partida, em declarações à Sporttv Martim Aguiar desvalorizou, com muita humildade diga-se, as 5 vitórias obtidas desde que foi chamado a tomar conta dos destinos da selecção no passado mês de Setembro. O seleccionador nacional considerou em parte, e esta é pelo menos a leitura que eu faço das suas declarações, que as vitórias se deram em grande parte ao facto de termos descido um degrau no nível competitivo. As exibições dos Lobos nas últimas 5 partidas já tinham demonstrado, na minha opinião, que está a ser realizado um trabalho bastante interessante pelo seleccionador nacional com o grupo de jogadores com quem trabalhado mais regularmente (e intensamente, diga-se em abono da verdade). Para além do mais, os primeiros dois testes realizados pelo novo seleccionador, contra selecções (Brasil e Bélgica) que estão a disputar provas com um grau de competitividade bem acima do nosso, deram-se numa altura em que o novo seleccionador ainda estava numa fase experimental do seu trabalho a implementar ideias novas no grupo de jogadores.

Continuar a ler “Portugal 59-0 Moldávia; o verdadeiro espírito do Lobo”