Andebol: Sporting 29-28 FC Porto – Vitória agridoce marcada novamente pelo dedo da dupla de arbitragem

Nota introdutória: Há algumas semanas atrás, a propósito do empate cavado pela dupla de arbitragem do jogo realizado no Pavilhão da Luz entre Benfica e Sporting, já tínhamos mencionado (em tom crítico) um certo esforço para retirar o Sporting da contenda pelo título. No Pavilhão do Casal Vistoso, no “mata-mata” que se verificou entre Sporting e Porto, jogo em que os leões precisavam obrigatoriamente de vencer por 2 golos de diferença (desde que o Porto não marcasse 27 golos, superando os 26 marcados pelo Sporting no Dragão Caixa no jogo da 1ª volta desta fase final) ou por 3 golos de diferença para poderem saltar para a liderança na prova no final desta antepenúltima jornada, a dupla de arbitragem (Eurico Nicolau e Ivan Caçador de Leiria) decidiu validar um golo obtido fora do tempo de 60 minutos a Miguel Martins (27º; 28-27) contra a indicação do cronometrista presente. Eurico Nicolau e Ivan Caçador foram portanto mais uma vez, em nome da vil classe do apito, dignos representantes de uma estratégia que visa atribuir o título ao Futebol Clube do Porto.

Ao 4º jogo da presente temporada do Campeonato Nacional de Andebol 1, pode finalmente o Sporting do professor Hugo Canela, bater o seu maior rival na competição, garantindo 3 pontos que à luz do que passou no final do jogo, não colocarão a liderança da prova nas garras do leão em virtude da vantagem mantida pelos portistas no confronto directo entre as equipas nos dois jogos realizados na fase final. Contudo, salienta-se que a vitória alcançada pelos leões foi inteiramente justa pela superioridade demonstrada em relação ao adversário em praticamente todos os momentos da partida e pela capacidade em como a equipa conseguiu emendar os erros cometidos que lhe custaram pontos nos jogos anteriores frente aos portistas. O Sporting conseguiu finalmente contornar com sucesso a armadilha defensiva montada pelo técnico portista Ricardo Costa quando este utiliza sistemas de defesa homem-a-homem. Continuar a ler “Andebol: Sporting 29-28 FC Porto – Vitória agridoce marcada novamente pelo dedo da dupla de arbitragem”