Derrota justa mas pesada para o Sporting

Ainda não foi desta que o Sporting se pode tornar campeão europeu. 6 anos depois da participação na última final, os leões sofreram uma pesada derrota por 7-0 frente ao Inter Movistar de Ricardinho. Este foi em 5 anos, o primeiro jogo em que a equipa leonina não marcou qualquer golo com Nuno Dias ao leme.

 

Créditos: Zona Técnica

Apesar de justa, a derrota é muito pesada para a falta de sorte que a equipa teve na 2ª parte quando jogava numa organização 5×4 com recurso ao guarda-redes avançado. Se até aos 4-0, o resultado explicou-se essencialmente pelas falhas defensivas leoninas, pelo maior ascendente ofensivo do Inter Movistar na partida, pela sua maior eficácia na finalização e quer queiramos quer não por um dedinho do árbitro romeno Bogdan Sorescu na marcação de algumas faltas inexistentes que carregaram o Sporting e pressionaram a equipa no sistema de pressão média (essencialmente linhas 2 e 3) que a equipa estava a realizar com alguma eficácia, a partir desse resultado, o mesmo foi-se avolumando graças ao natural aproveitamento de erros resultantes do sistema ofensivo utilizado pela turma leonina.

Por outro lado, o guardião Jesus Herrero faz um excelente exibição com 10 defesas e o Inter Movistar acabou por ter alguma sorte no capítulo dos ressaltos, quer no plano ofensivo quer no plano defensivo na oposição aos remates que a a equipa leonina ia fazendo da meia-distância.

Continuar a ler “Derrota justa mas pesada para o Sporting”

Anúncios

A um passo do sonho! – Ugra 1-2 Sporting

Ao meio na imagem, o mágico Alex Merlim abriu pela 2ª vez, com o seu 5º golo na competição, as portas da final da UEFA Futsal Cup para a turma leonina. Com um maravilhoso 1×1 na ala esquerda seguido do clássico remate de bico, o mágico italo-brasileiro apareceu no momento em que a equipa precisava da sua criatividade, face à falta de sorte (e às defesas do internacional georgiano Kupatadze) que a equipa estava a revelar no capítulo da finalização.

Vitória mais que justa para a exibição confiante e assertiva que a turma de Nuno Dias realizou na quadra da Arena de Almaty. Em quase todos os departamentos de jogo, o Sporting foi superior à equipa que se sagrou campeã europeia. Apesar de ter existido um certo equilíbrio no número de remates efectuados (com um ligeiro ascendente para o Ugra; 48 contra 46 do Sporting) a turma leonina criou mais perigo e mais oportunidades de golo (dos 46 remates realizados pelos jogadores do Sporting, 23 foram defendidos e 3 foram ao poste; os russos só obrigaram Marcão a ter que se aplicar em 13 e foram até poucas as oportunidades claras de golo construídas ao longo dos 40″) foi muito mais assertiva a defender (pressionou mais e melhor na 2ª e 3ª linha de marcação; baixou sempre com muita eficácia assim que os russos procuravam municiar em profundidade os seus seus pivots; fecharam-se relativamente bem no 5×4) e mais assertiva a pressionar e por conseguinte a condicionar o futsal dos russos. Continuar a ler “A um passo do sonho! – Ugra 1-2 Sporting”

A final é nossa!

Acabou há 3 minutos na Arena de Almaty! O Sporting eliminou o campeão europeu de futsal, os russos do Ugra, nas meias-finais da UEFA Futsal Cup. Resultado justíssimo para a turma de Nuno Dias num jogo em que os leões foram mais fortes em todos os departamentos do jogo, tiveram mais oportunidades de golo, defenderam melhor e criaram mais oportunidades de golo. Mesmo assim a equipa portuguesa teve que sofrer a bom sofrer nos últimos minutos contra o bem trabalhado 5×4 dos russos.

Escreverei a crónica do jogo mais logo.