Classy Phillippe Gilbert

4! 4 vitórias na Amstel Gold Race, 2 nas 3 clássicas já realizadas das 5 que compõem esta fase da temporada. O campeão belga está com “pernas” para qualquer adversário. Venha lá quem vier, Phillippe Gilbert é o melhor a atacar longe da meta, a atacar perto da meta, a gerir vantagens para perseguidores e a finalizar este tipo de provas. O veterano ciclista campeão belga está a ter uma época de sonho, conseguindo triunfar em todas as provas que lhe foram apontadas ou que apontou como objectivos de temporada.


Continuar a ler “Classy Phillippe Gilbert”

Anúncios

Amanhã há Amstel Gold Race

Como não poderia deixar de ser, a nossa aposta será no nosso ídolo Rui Costa, o dorsal 151 na prova holandesa. Esperemos que o Rui traga a vitória no icónico muro do Cauberg porque bem merece depois de vários anos em que a prova lhe foi madrasta. Vamos ver quais serão as “sensações” do português na prova após a paragem que lhe foi ditada pelo calendário de provas traçado pela equipa e pela necessidade de realizar um estágio de altitude, estágio que foi realizado quiçá já a pensar na preparação para as provas de 3 semanas.

Continuar a ler “Amanhã há Amstel Gold Race”

A vitória de Sonny Colbrelli na Brabants Pijl

Sonny quê? Brabants quantas? Não, não é um post sobre o filho de Don Corleone mas sim um extraordinário corredor de clássicas italiano e trocando por miúdos, a Brabants Prij ou Fleche Brabançonne é uma das provas mais importantes do calendário velocipédico belga que atravessa duas regiões totalmente diferentes (na língua, cultura, tradições) dentro do mesmo país. A prova parte (Leuven) e termina dentro da região do Brabante Flamenco (Holandês) depois de passar por parte do território do Brabante da Valónia (parte francófona). Pelo meio os ciclistas tem de ultrapassar 26 colinas divididas por um traçado corrido com uma ponta final corrida em circuito fechado. Não é portanto uma prova qualquer e até é valorizada e apreciada pelo belgas ao mesmo nível do Tour de Flandres por exemplo.

Fazendo a ponte entre as clássicas do pavé e as clássicas das colinas que se seguem dentro de dias com a realização da Amstel Gold Race na Holanda, a prova belga é por norma a última prova de preparação para todos aqueles que tem aspirações a vencer a Amstel Gold Race, a Flèche Wallone e a Liège-Bastogne-Liège.
Continuar a ler “A vitória de Sonny Colbrelli na Brabants Pijl”