Futsal: Benfica 3-3 Sporting – Um derby escaldante que terminou da pior forma

No multiusos de Gondomar, completamente cheio (2500 espectadores) Benfica e Sporting deram um autêntico show de futsal na primeira meia-final da edição 2016\2017 da Taça de Portugal. No derby dos derbys, as duas maiores potências portuguesas da modalidade cozinharam um derby intenso, com muita qualidade técnica e táctica de parte-a-parte, disputado até à medula, repleto de bons golos, de várias oportunidades de golo para ambos os lados e acima de tudo muita imprevisibilidade e emoção até ao final. Prova disso foi o golo do empate alcançado (3-3) por Alex Merlim a 6 segundos no final quando o Sporting já apostava desde os 4″ na utilização do italo-brasileiro como guarda-redes avançado. Na lotaria das grandes penalidades, o Benfica foi mais feliz!

Não fosse o facto do jogador ter sido manchado por pequenas quezílias entre vários jogadores dentro e fora da quadra, chegando a existir agressões entre atletas e dirigentes (Wilhelm e Eddy Varela foram expulsos da partida por agressão; no final da partida, o mesmo Varela esteve na origem, juntamente com Gonçalo Alves de uma escaramuça que envolveu jogadores e dirigentes das duas equipas; facto que obviamente lamentamos) esta meia final poderia ter proporcionado um daqueles cartões de vista que faz crescer a modalidade ao nível de praticantes. Os intervenientes acabaram por manchar o formidável jogo que praticaram dentro das 4 linhas, devendo ser, na minha opinião, severamente castigados pelo Conselho de Disciplina da secção de futsal da FPF.  Continuar a ler “Futsal: Benfica 3-3 Sporting – Um derby escaldante que terminou da pior forma”