Os golos da jornada

Começo este post com o lance que deu origem ao primeiro golo do Inter na vitória dos nerazzurri por 2-0 sobre o recém promovido SPAL no jogo disputado durante a tarde de hoje no Giuseppe Meazza. A equipa de Luciano Spaletti está a conseguir realizar um prometedor arranque de temporada. Com 3 vitórias em 3 jogo e um futebol de um grau de qualidade muito aceitável, Spaletti parece estar a querer elevar o nível na formação nerazzurri. Veremos até onde este ciclo de vitórias se poderá estender.

Frente ao SPAL, modesta equipa patrocinada pela histórica e homónima empresa de porcelanas mundialmente conhecida que tem a sua sede na cidade de Ferrara (Emília Romagna; zona do vale do Pó) a formação do Inter teve algumas dificuldades para conseguir chegar ao primeiro golo em função das dificuldades criadas pela boa cobertura posicional do adversário no seu bloco recuado. Uma boa jogada realizada no interior do bloco adversário valeu a conquista (a João Mário) da grande penalidade que Mauro Icardi concretizou.  Continuar a ler “Os golos da jornada”

Anúncios

O golo do dia

44 passes durante 107 segundos. A bola passou pelos 11 jogadores do Real. Paciência na construção. Construção de flanco a flanco à procura do momento ideal para entrar. Movimentações de todos os jogadores para ceder a melhor e a mais segura linha de passe possível de maneira a assegurar que quando recebiam mantinham o adversário longe (logo, pouco capaz de intervir) e a equipa mantinha a posse. Também não posso de maneira alguma não referir que a equipa do Deportivo foi muito cordeirinha nesta jogada. Cordeirinha e pouco agressiva.

Fayçal Fajr, o facilitador

fayçal Fajr

Nos últimos jogos do Deportivo tem sobressaído o internacional marroquino Fayçal Fajr. Eis um exemplo de um jogador valiosíssimo para qualquer meio-campo. Fayçal não é veloz, não é nem nunca será um portento técnico nem será um jogador que se faça anunciar pela fantasia. A sua versatilidade posicional, característica que o permite jogar em todas as posições do meio-campo, a rapidez de pensamento e a inteligência com que joga, tornando mais fácil e mais limpa a complexa construção de jogo da equipa galega, ao descobrir sempre aquela linha de passe para o jogador mais propenso a gerar o efeito continuidade ao jogo da equipa, permitem a este Depor, uma equipa com muita falta de qualidade, respirar com alguma tranquilidade acima da linha-de-água. As características que acabei de escrever para descrever o jogador marroquino nascido em França, mais concretamente em Rouen podem ser analisadas ao pormenor aqui, ao mais alto nível (por se tratarem de equipas que pressionam no limite) frente ao Barça e Atlético de Madrid: