Momentos da jornada europeia de qualificação para o Mundial

O fantástico momento individual do extremo bielorusso Pavel Savitskyi na vitória de Bielorussia frente à Bulgária por 2-1 no jogo a contar para o grupo A. Jogada de processos simples dos bielorussos. Passe muito bem calculado em profundidade do centrocampista Stanislav Dragun para a corrida do seu avançado frente ao central búlgaro Vasil Bozhikov. Com um drible para o interior, o avançado bielorusso do modesto Neman Grodno da liga bielorussa, tirou o seu oponente directo do caminho antes de realizar a preciosidade técnica que só parou no fundo das redes de Nikolai Mihaylov. Continuar a ler “Momentos da jornada europeia de qualificação para o Mundial”

Quando um passe destes é meio golo (visão de jogo)

Kevin Strootman para Stephen El Sharaawy no quentíssimo Chievo Verona 3-5 AS Roma.

Perfeita sintonia entre médio e avançado, revelando ambos uma fantástica visão de jogo. Porque a visão de jogo é precisamente isto: fazer uma leitura muito rápida (face ao tempo muito limitado que um jogador tem para ler, pensar, executar ou mover-se adequadamente sem bola para ir para determinado espaço) do quadro posicional de todos os jogadores e perceber, onde é que existe espaço para jogar e\ou onde é que podemos tirar uma vantagem com a nossa acção, com bola ou sem bola (pronto a recebê-la nesse espaço). Ambos os jogadores da formação romana vislumbraram o espaço aberto pela defesa do Chievo no frame em questão, tratando-se o resto (o passe e a finalização do avançado italiano) de pormenores técnicos de excelência.

Análise: Roma 2-1 Lyon

Um dos parâmetros que utilizo para avaliar se um jogo de futebol é bom prende-se com o tempo. Se o jogo que estou a ver é bom, nem dou pelo tempo a passar. Quando é mau, por norma, não perco mais tempo no seu visionamento e mudo imediatamente de canal. Os dois jogos que vi desta eliminatória despertaram-me a primeira sensação. O Lyon avança para os quartos-de-final da prova, mais pelo que fez na segunda parte do jogo da 1ª mão do que aquilo que fez no jogo da 2ª em Roma. A Roma, um dos principais favoritos à vitória na prova cai com um enorme sentido de injustiça. Os Romanos fizeram uma primeira mão fantástica no Gerland e fizeram um jogo muito aceitável no Estádio Olímpico, pecando apenas no capítulo da finalização.

Continuar a ler “Análise: Roma 2-1 Lyon”