Final do Campeonato do Mundo B (Trophy) de sub-20

Créditos da foto do XV titular frente à selecção Japonesa: Federação Portuguesa de Rugby

A selecção nacional de sub-20 de Rugby irá, dentro de aproximadamente duas horas, jogar a final do Campeonato do Mundo B de Juniores (Trophy) em na capitão do Uruguai, Montevideu, frente à poderosa formação do Japão. Em caso de vitória, a selecção orientada por Luís Pissarra e capitaneada por António Vidinha conseguirá um título inédito para o rugby português que garantirá o acesso à próxima edição do Mundial de elite do escalão.

A partida terá transmissão em directo na página da World Rugby. 

Para chegar à final, a selecção nacional bateu a selecção anfitriã do Uruguai por 20-18, a selecção de Hong Kong por 31-24 e a forte selecção das Fiji por 16-13. Já a formação japonesa bateu a formação do Chile por 28-22, a selecção do Canadá por 50-12 e a Namíbia por 33-13.

O seleccionador nacional Luís Pissarra fez uma breve antevisão à partida.

Anúncios

Campeões!

Já está! Foi sofrido mas é nosso! O dia 1 de Abril de 2017 acabou por entrar para a História do Rugby Português! Neste preciso dia, a nossa selecção sénior carimbou a 7ª vitória consecutiva na Ucrânia (7-31), conquistando o Grand Slam (a conquista da competição só com vitórias; iremos jogar no próximo dia 20 de Maio em Bruxelas a subida ao grupo B contra a Bélgica) na prova e os nossos bravos lobinhos acabaram de se sagrar campeões europeus no escalão de sub-20 em Bucareste ao derrotar a Espanha por 12-7 num jogo dramático em que tivemos que voltar a sofrer muito (um pouco por culpa da atitude passiva na 2ª parte) para sorrir no final dos 80 minutos. Para a História ficará o ensaio de Gonçalo Santos (créditos para o Francisco Isaac do Fairplay por me ter ajudado a descortinar o autor do ensaio) na ponta esquerda, numa jogada construída em 15 pacientes fases.

Entrámos muito bem na partida com a obtenção de um ensaio. Pode-se dizer que nos primeiros 55 minutos de jogo controlamos a partida no âmbito territorial e de posse e dispusemos de várias oportunidades nos 22 espanhois para elevar a contagem. No entanto, a falta de paciência na construção ofensiva e algumas falhas no capítulo da transmissão de bola (dificultadas em parte por uma selecção espanhola que soube fazer uma boa cobertura dos espaços a toda a largura; o que nos valeu em parte foi o desacerto ofensivo dos espanhóis no mesmo capítulo falhando muitos passes e cometendo vários erros na recepção) ditaram-nos uma 2ª parte de sofrimento em que os espanhóis, com o empate à vista de um ensaio mais a respectiva conversão, começaram a acreditar que era possível e conseguiram, numa das raras incursões aos nossos 22, sacaram o ensaio que viria a empatar a partida.

Quando o jogo parecia encaminhar-se para uma reviravolta no marcador, eis que uma jogada de paciência acaba por resolver a questão. Não querendo mencionar prestações individuais no seio de um colectivo que se provou forte ao longo do torneio, foi a arrancada de Manuel Picão da Académica que permitiu por completo a criação da situação de desequilíbrio que permitiria posteriormente a assistência do “certinho” Jorge Abecassis (não esteve certeiro em 2 dos 3 pontapés que realizou aos postes) assistir a entrada de Gonçalo Santos para um ensaio (77″) que garantiu a vitória de Portugal na competição.

A vitória na prova por outro lado garantirá à equipa comandada por Luís Pissarra (a quem aproveito para dar os meus sinceros parabéns) a entrada no Mundial do escalão, prova que se irá disputar no próximo mês de Junho na Geórgia. A selecção portuguesa terá neste momento que esperar pelo sorteio que se irá realizar para perceber em que grupo é que vai ser inserida.

Vamos a eles

selecção portuguesa de rugby 20
Mais logo pelas 15 horas, em Bucareste, os nossos sub-20 tentarão o apuramento para a final do Campeonato Europeu, prova que se está a disputar na capital romena. Depois de ter batido a selecção holandesa nos quartos por 42-5, os “lobinhos” de Luís Pissarra tentarão o acesso chegar à tão final que permitirá lutar pela vitória no troféu e pela qualificação para o Mundial do escalão em caso de vitória nessa mesma final.

O jogo pode ser visto em directo aqui no site da Rugby Europe.

O Bloco de Notas da História #7 – A histórica batalha de Montevideu

Parece que foi ontem mas não foi: passaram-se 10 anos sobre a histórica vitória da selecção portuguesa de Rugby em Montevideu, vitória que nos permitiu a entrada no Mundial de Rugby de 2007. Ainda hoje podemos dizer com algum orgulho que fomos a única selecção amadora competir no RWC e que durante um mês (em França), fomos os “campeões mundiais” da visibilidade: toda a imprensa da modalidade queria saber como é que jogadores amadores conseguiam conciliar a prática do Rugby ao mais altíssimo nível com os seus estudos, com as suas profissões e com as suas responsabilidades familiares assim como toda a imprensa estava curiosa para ver a nossa prestação contra a selecção da Nova Zelândia. Todo o mundo da oval nos acarinhou assim como todo o mundo da Oval torceu por uma vitória nossa.

O feito teve vários rostos.

Continuar a ler “O Bloco de Notas da História #7 – A histórica batalha de Montevideu”