Tour de France – Etapa 5 – Aru aviou por completo as meninas bonitas!

O bombástico ataque realizado pelo italiano a 2,2 km do alto da Planche des Belles Filles merece mais do que um ousado título pornográfico para este post. A pornografia exibida na monumental cadência com que o italiano atacou a meta, merecia ser exibida na primeira página do Brazzers.com, ainda para mais se atendermos ao contexto de extrema dificuldade (para lançar um ataque) que a máquina de guerra da Sky colocou nos 5,8 km finais da árdua subida para o local de chegada da 5ª etapa. O italiano foi simplesmente sensacional! Fábio Aru subiu na bolsa de apostas. Se no final do Criterium Dauphiné afirmei de viva voz aqui neste blog que tanto o italiano como o seu colega Jakob Fuglsang (vencedor da geral individual do Criterium) seriam as principais ameaças com que Porte e Froome teriam que lidar no Tour devido ao excepcional momento de forma apresentado, no final da etapa de hoje acredito piamente que o italiano poderá conseguir vencer este Tour com as diferenças que será passível de realizar na alta montanha da prova.

Continuar a ler “Tour de France – Etapa 5 – Aru aviou por completo as meninas bonitas!”

Tour de France – Etapas 1 e 2 – Geraint Thomas vence o crono de abertura com alguma surpresa; Marcel Kittel arrecada a vitória na chegada a Liège

A 104ª edição do Tour de França arrancou oficialmente para a estrada durante a tarde de ontem em Dusseldorf. Naquela cidade alemã, os 180 ciclistas em prova puderam cumprir, numa complicada secção de luta contra o relógio, os primeiros 14 dos 3540 km designados para a prova pela Amaury Sports Organization (ASO). Perante condições atmosféricas muito difíceis que obrigaram os ciclistas à adopção de posturas de corrida muito cautelosas, especialmente nas múltiplas viragens que o perfil de etapa oferecia, o galês Geraint Thomas (Sky) venceu com alguma surpresa (quando toda a gente previa a mais que provável vitória do campeão do mundo Tony Martin) o primeiro contra-relógio dos dois previstos para as 21 etapas, no dia que ficou marcado pela aparatosa queda que retirou Alejandre Valverde de combate. O espanhol acabou por sofrer uma queda muito aparatosa numa viragem. A prova ficou assim sem um dos seus principais agitadores.

Continuar a ler “Tour de France – Etapas 1 e 2 – Geraint Thomas vence o crono de abertura com alguma surpresa; Marcel Kittel arrecada a vitória na chegada a Liège”

Classy Phillippe Gilbert

4! 4 vitórias na Amstel Gold Race, 2 nas 3 clássicas já realizadas das 5 que compõem esta fase da temporada. O campeão belga está com “pernas” para qualquer adversário. Venha lá quem vier, Phillippe Gilbert é o melhor a atacar longe da meta, a atacar perto da meta, a gerir vantagens para perseguidores e a finalizar este tipo de provas. O veterano ciclista campeão belga está a ter uma época de sonho, conseguindo triunfar em todas as provas que lhe foram apontadas ou que apontou como objectivos de temporada.


Continuar a ler “Classy Phillippe Gilbert”

Amanhã há Amstel Gold Race

Como não poderia deixar de ser, a nossa aposta será no nosso ídolo Rui Costa, o dorsal 151 na prova holandesa. Esperemos que o Rui traga a vitória no icónico muro do Cauberg porque bem merece depois de vários anos em que a prova lhe foi madrasta. Vamos ver quais serão as “sensações” do português na prova após a paragem que lhe foi ditada pelo calendário de provas traçado pela equipa e pela necessidade de realizar um estágio de altitude, estágio que foi realizado quiçá já a pensar na preparação para as provas de 3 semanas.

Continuar a ler “Amanhã há Amstel Gold Race”

O momento da verdade na Volta ao País Basco

Que bela etapa rainha no País Basco. Alejandro Valverde coroou-se finalmente rei da prova basca (o espanhol nunca tinha vencido a geral individual da prova) na chegada a Arrate (Eibar) numa etapa em que a espectacularidade só apareceu finalmente na última das 6 subidas categorizadas do dia. Esta prova ficou efectivamente marcada pela vontade traçada por parte de todos os candidatos em poupar esforços para poderem discutir a geral individual nas últimas duas etapas da prova. No muro final, como veio a admitir Alejandro Valverde no final da etapa, o espanhol tentou atacar mas os seus adversários tornaram o ambiente muito difícil para o ciclista espanhol. Um deles foi o trepador canadiano Michael Woods da Cannondale, ciclista que já se tinha mostrado noutras abordagens montanhosas da prova. Outro foi o sul-africano Louis Mentjes da UAE, ciclista que fez a corrida literalmente de trás para a frente. A ambos tiro o meu chapéu pela coragem demonstrada nos seus ataques. Pode-se dizer que tiraram do sério todos os candidatos.

Continuar a ler “O momento da verdade na Volta ao País Basco”

Quem tenta sempre alcança – a vitória de David de La Cruz no País Basco

À terceira tentativa foi de vez! Depois do azar de Julian Alaphillipe na primeira etapa e do fracasso que foi o lançamento do sprint de Mauro Richeze na 2ª depois de um dia árduo de trabalho para colocar o sprinter argentino nas condições ideiais para vencer a etapa, na primeira etapa de abordagem à montanha (média montanha) foi o espanhol David de La Cruz quem deu a vitória na etapa e a liderança da geral individual à equipa belga, equipa que tem tido uma semana minimamente feliz, depois da vitória de Phillipe Gilbert no Tour da Flandres.

Continuar a ler “Quem tenta sempre alcança – a vitória de David de La Cruz no País Basco”

Supresa na Milão – San Remo

O antigo campeão do mundo, o polaco Michal Kwiatkowski venceu de forma surpreendente ao sprint na chegada a San Remo, batendo na chegada a San Remo dois ciclistas com uma ponta final muito mais forte, nada mais nada menos que Peter Sagan e Julian Alaphilipe. O all arounder polaco confirmou o seu grande momento de forma no início desta temporada (carimbou a 2ª vitória depois de ter vencido há 15 dias em Itália na Strade Bianchi) e confirmou também o grande arranque de temporada que está a ser protagonizado pela Sky, equipa que tem apresentado várias soluções para a vitória nas provas em que tem participado quer pelo polaco, quer por homens como Geraint Thomas, Ian Stannard ou o seu sprinter Elia Viviani.
Continuar a ler “Supresa na Milão – San Remo”