A imagem do dia!

A fantástica ultrapassagem executada a 6 voltas do fim por Miguel Oliveira ao piloto que hoje se consagrou oficialmente como o novo Campeão do Mundo da categoria de Moto 2, Franco Morbidelli. No Circuito de Valência, na última prova da temporada de 2017, o piloto português fez jus ao ditado que afirma que não “há 2 sem 3”. Vitórias, neste caso. Os 3 triunfos alcançados pelo português nas últimas provas da temporada, abrem o apetite para o ano de 2018. Se tudo correr bem, ou seja, se o Miguel não sofrer qualquer percalço (queda, lesão) que o impeça de vir a disputar todas as provas do campeonato, estou convicto que daqui a precisamente 1 ano poderemos vir a festejar o primeiro triunfo de um piloto português na 2ª categoria da prova rainha do motociclismo mundial. Assim desejamos todos! Da minha parte fica prometido que passarei na próxima temporada a acompanhar mais as prestações do piloto de Almada.

Kentucky Kid

Que estúpida forma de morrer para quem desafiou todos os limites durante anos a fio. Valentino Rossi incluído. Recordo com alguma saudade aquela corrida de 2006 em Valência na qual Nicky Hayden colocou meio mundo a torcer pelo seu sucesso. Nesse ano, sem ninguém o previsse, o underdog norte-americano desafiou o todo poderoso “doutor do motociclismo mundial” negando-lhe o hexacampeonato. O título de Hayden em 2006 perdurará seguramente como um dos mais icónicos da história do Moto GP.