Giro de Itália – Etapa 3 – Fernando Gaviria vence numa manobra táctica genial da Quickstep

Quando muitos apontavam que a 3ª etapa da prova (etapa que antecede o primeiro dia de descanso da prova antes da primeira abordagem à alta montanha na chegada de segunda-feira ao Monte Etna) seria uma etapa muito tranquila na qual se previa uma chegada em sprint massivo, as condições atmosféricas na chegada a Cagliari foram fulcrais para que uma equipa mexesse completamente com a corrida.

No meio da turbulência proporcionada pelas mudanças de vento a cada mudança de direcção nos últimos 15 km finais, a Quickstep de Fernando Gaviria e Bob Jungels viu uma janela de oportunidade instalada no semi-caos em que se tornou o pelotão na aproximação à chegada para “matar” dois coelhos de uma só cajadada com uma mortífera mudança de velocidade quando o vento era contrário ao pelotão, levando o seu sprinter à vitória (a 1ª do explosivo colombiano em grandes provas; confirma portanto a sua ascensão à elite dos sprinters) e oferecendo ao seu chefe-de-fila Bob Jungels (um dos que mais trabalhou para que Gaviria pudesse vencer a etapa, até porque a situação de corrida tornou-se bastante favorável para o campeão luxemburguês ganhar alguns segundos à mais directa concorrência para a geral individual) alguns segundos que lhe darão mais conforto na abordagem à etapa de segunda-feira, a primeira em que se poderão realizar diferenças significativas na geral individual. Até lá, é a Quickstep quem terá o prazer de conservar a maglia rosa na sua posse visto que o colombiano ascendeu com a vitória ao topo da geral individual Continuar a ler “Giro de Itália – Etapa 3 – Fernando Gaviria vence numa manobra táctica genial da Quickstep”

Anúncios

Antevisão do Giro de Itália 2017 – As equipas e os corredores (2ª parte)

Da Gazprom, a última equipa abordada na segunda parte desta antevisão, passamos para a Lotto-Soudal. Continuar a ler “Antevisão do Giro de Itália 2017 – As equipas e os corredores (2ª parte)”

Classy Phillippe Gilbert

4! 4 vitórias na Amstel Gold Race, 2 nas 3 clássicas já realizadas das 5 que compõem esta fase da temporada. O campeão belga está com “pernas” para qualquer adversário. Venha lá quem vier, Phillippe Gilbert é o melhor a atacar longe da meta, a atacar perto da meta, a gerir vantagens para perseguidores e a finalizar este tipo de provas. O veterano ciclista campeão belga está a ter uma época de sonho, conseguindo triunfar em todas as provas que lhe foram apontadas ou que apontou como objectivos de temporada.


Continuar a ler “Classy Phillippe Gilbert”