Um maravilhoso lateral direito chamado Jeremy Toljan

Há uns dias, neste post, já tinha feito uma brevíssima referência ao versátil (o jogador pode fazer qualquer lugar da defesa) lateral direito do Hoffenheim. Contra a selecção inglesa, num jogo em que infelizmente só pude dar dedicar-me a 100% à passagem da meia-hora, pude finalmente confirmar a qualidade de Jeremy Toljan, jogador que já me tinha ficado na retina num ou dois jogos em que o vi alinhar no talentoso Hoffenheim de Julian Nagelsmann e noutro par de jogos disputados no verão passado nos Jogos Olímpicos do Rio. Continuar a ler “Um maravilhoso lateral direito chamado Jeremy Toljan”

Anúncios

Os golos do dia

O golo do médio centro dos Camarões Andre Franck Zambo Anguissa (Olympique de Marselha) frente à selecção australiana no empate somado pelas duas equipas na partida disputada em São Petersburgo.

Relativamente ao lance do golo destaco o passe fenomenal do central Michael Ngadeu-Ngadjui para a entrada de Anguissa junto ao central australiano Milos Degenek e o sentido de oportunidade do jogador do Marselha quando se apercebeu que o guardião australiano Matthew Ryan iria chegar atrasado aquela bola. Ao aproveitar o facto da bola ter caído “em terra de ninguém”, o jogador camaronês aproveitou claramente uma situação de falta de comunicação entre o central e o guarda-redes da selecção australiana para ser feliz. Degenek confiou. O central pensava que seria mais rápido a chegar aquela bola. Como tal, não pediu a Ryan para sair. Como não saiu atempadamente, o guardião australiano que no presente defeso foi adquirido pelo recém-promovido à Premier League Brighton and Albion, foi apanhado em contrapé na jogada.

Continuar a ler “Os golos do dia”

Bloco de Notas da História #22 – O dia em que a Croácia gelou Wembley

21 de Novembro de 2007. A selecção inglesa de Steve McClaren, treinador que se tinha destacado nos anos anteriores ao serviço do Middlesbrough, do Manchester United (treinador de campo de Alex Ferguson entre 1999 e 2001), recebia em Wembley a já apurada selecção croata num jogo decisivo para as contas da Old Albion no grupo E de uma “fase de qualificação desastrosa” para o Euro 2008. Numa qualificação em que a Inglaterra somou dois empates comprometedores frente à Macedónia em casa e frente a Israel fora, e duas derrotas nos jogos realizados na Rússia e na Croácia (quem não se lembra da monumental fífia concedida pelo então guarda-redes do Tottenham, no jogo de Zagreb?), o jogo de Wembley frente aos croatas revestia-se de especial importância para uma selecção que nos últimos 24 anos só tinha falhado em 2 ocasiões o apuramento para as grandes competições internacionais por selecções. A selecção inglesa estava obrigada a vencer para poder terminar no 2º lugar do grupo à frente da Rússia, selecção que naquele dia tinha a vida bastante mais facilitada em Andorra no jogo que iria disputar frente à frágil selecção local. Continuar a ler “Bloco de Notas da História #22 – O dia em que a Croácia gelou Wembley”

O golo do dia

Dia de aniversário, a quanto obrigas! França e Inglaterra realizaram provavelmente um dos jogos do ano no amigável disputado esta noite no Saint Denis. Pelo que amiúde que pude ver na tv enquanto fazia de de convidado na festa de anos com que fui brindado, pareceu-me ter sido um jogo de uma qualidade técnica e física (pelo pace a que se disputou o jogo) sensacional, contrariando os aborrecidos amigáveis de final de temporada em que as pernas (e a cabeça dos artistas) estão longe do relvado e muito próximas dos exóticos destinos que irão preencher as suas vidas nas próximas semanas. Continuar a ler “O golo do dia”

Momentos da jornada de qualificação europeia para o Mundial

 

O mágico Stevan Jovetic. A carreira do internacional montengrino atingiu nos últimos anos um terrível ocaso. Pode-se até mesmo dizer que a transferência realizada em 2013 da Fiorentina para o Manchester City teve o efeito inverso (e por conseguinte perverso) em relação às expectativas que todos os verdadeiros connaisseurs desta arte depositavam no jovem montenegrino: ao invés de se tornar um jogador mais regular, característica (regularidade) que lhe permitiria finalmente ascender à elite do futebol mundial, estatuto que seria mais coadunante com o ´brilhantismo técnico apresentado pelo jogador nos anos em que representou a Fiorentina, o jogador esteve adormecido durante algum tempo, acordando na parte final do empréstimo ao Sevilla, clube que não irá accionar a sua opção de compra junto do Inter no final deste mês. Continuar a ler “Momentos da jornada de qualificação europeia para o Mundial”