Deo(s) do drible

Pese embora não me tenha sido possível, por razões do foro pessoal, assistir em directo às duas partidas, quando abri o computador para conferir os resultados das partidas desta noite, fiquei felicíssimo com a vitória alcançada pela nossa equipa de futsal e com a notícia do apuramento para a final four por via da derrota sofrida pelo adversário (Dínamo de Moscovo) que se constituia, em teoria, como o mais complicado desta fase. Os belgas do Halle-Gooik decidiram poupar os nossos corações ao drama experienciado precisamente há um ano contra os russos, naquele escaldante e dramático empate 3 bolas que nos abriu portas ao sonho europeu!

A idade teima em não querer passar por Deo. Aos 35 anos, o brasileiro continua a ser tão explosivo no drible quanto o era há 15 anos atrás, quando, aos 20, chegou a Alvalade. A idade e a experiÊncia acumulada limaram-lhe porém a tomada de decisão, tornando-o um jogador mais sereno, menos individualista, mais objectivo e menos propenso À tomada de decisões arriscadas em zonas comprometedoras do terreno de jogo. Todos se lembrarão certamente do jogador que Deo era há 10 anos atrás. Havia muita magia nos seus pés e muitos lances de génio que decidiam jogos, mas também existia muita ingenuidade, muita irregularidade (exibicional) e alguns momentos de pura infantilidade (naqueles lances em que o jogador, ocupando temporariamente a posição de fixo na organização ofensiva, tentava sair a jogar em drible) nos quais o brasileiro oferecia (de bandeja) golos ao adversário.

Anúncios

Sporting 5-1 MFC Kherson

Estreia a vencer na UEFA Futsal Cup para a formação leonina, ao contrário do Sporting de Braga\AAUM, equipa que por infortúnio fez a sua estreia na prova frente ao campeão europeu, o Inter Movistar de Ricardinho. No duelo disputado o actual campeão europeu em título, a formação bracarense, vice-campeã nacional, perdeu por 4-1. Ricardinho marcou o primeiro golo da partida.

Na 2ª parte parte do jogo disputado no terreno do Ekonomac (os actuais campeões sérvios) frente aos ucranianos do MFC Kherson, a formação de Nuno Dias tratou de dilatar logo nos primeiros 2 minutos a vantagem de 3-0 que trazia do primeiro tempo. Com dois golos, Diego Cavinato selou aos 21″ o triunfo da formação leonina. O primeiro não o consegui ver. O segundo (5-0) nasceu de uma grande investida de Merlim pela esquerda, na qual, após ter passado em velocidade por um adversário junto à linha, o maestro italo-brasileiro realizou um remate cruzado que foi encontrar a presença do seu colega de selecção junto ao 2º poste. A partir daí, para precaver a possibilidade de poder eventualmente empatar na última partida contra a formação da casa (não sendo porém expectável em condições normais que o Sporting perca ou até venha a empatar contra o Ekonomac no último jogo desta fase; contudo estamos a falar de uma equipa com alguma qualidade que tem marcado presença regular na competição nos últimos anos e que está a jogar em casa) a formação leonina tratou de execer uma agressiva pressão alta na linha 1 e 2 do adversário (no interior do seu meio-campo) para limitar a sua construção e conseguir a recuperação de forma a montar boas plataformas de contra-ataque que pudessem servir para elevar o seu score. A agressividade demonstrada pela formação leonina no capítulo da pressão e recuperação acabou por redundar na realização de 6 faltas. Após terem somado o seu tento de honra (uma bonita finalização de calcanhar de Volaniuk na cara de Marcão aos 38″ na sequência de um lance bem trabalhado a partir de uma reposição lateral na qual a defensiva leonina foi algo apática) aos 39″, os ucranianos ainda tiveram oportunidade para reduzir para 2-5. No remate realizado por Kalukov da marca dos 10 metros, Marcão saiu rapidamente dos postes para defender para o lado, defendendo ainda a pronta recarga de um jogador ucraniano.

Por outro lado, no capítulo ofensivo, a equipa do Sporting fez uma partida muito aceitável na qual conseguiu rematar 31 vezes (17 remates à baliza ucraniana). O guardião ucraniano Tsypov impediu por 12 vezes o golo leonino, realizando em alguns lances, belas estiradas a remates de Merlim, Diogo e Cavinato.

A formação leonina volta a jogar amanhã frente ao Nikars da Letónia, formação de qualidade desconhecida que é comandada pelo nosso bem conhecido antigo seleccionador português Orlando Duarte. Apesar de não conhecermos bem o potencial desta formação letã, será preciso abordar o jogo com alguma cautela e com vontade de resolver a partida o mais cedo possível porque Orlando Duarte deverá ser certamente um profundo conhecedor desta formação leonina e deverá querer complicar ao máximo a tarefa dos comandados de Nuno Dias. O Nikars está neste momento a jogar contra o Ekonomac.

Sporting – MFC Kherson (1ª parte)

pedro cary

No jogo de estreia da formação leonina no Grupo 3 da 1ª ronda de qualificação da UEFA Futsal Cup, na Sérvia, no final dos 20 minutos regulamentares relativos ao primeiro tempo, o Sporting está a bater tranquilamente os ucranianos do MFC Kherson por 3-0 com golos de Pedro Cary e Rodolfo Fortino.

Os dois primeiros foram obtidos na sequência de dois pontapés de canto: no primeiro, Cary desmarcou-se para rematar à entrada da área e no segundo Fortino marcou um golaço de meia distância com um volley de primeira. Não me foi possível ver o 3º golo, tento que também foi obtido pelo pivot italiano nos segundos finais do 1º tempo. O Sporting teve mais 3 oportunidades para dilatar a vantagem. Numa jogada de 2×0 (frente ao guarda-redes) construída por Marcão e Fortino, o italiano serviu a entrada de Diogo pelo corredor central. O brasileiro escorregou na hora de finalizar. Noutros dois remates efectuados por Merlim nas suas clássicas inflexões em drible da esquerda para o centro, o guardião dos ucranianos fez duas elásticas defesas.

A 2ª parte do jogo poderá ser acompanhada na página oficial da secção de futsal do Sporting 2ª parte do jogo poderá ser acompanhada na página oficial da secção de futsal do Sporting (foi possível ver o jogo em directo até aos últimos 5 minutos da primeira parte) ou então, em alternativa, no site da UEFA. 

 

A um passo do sonho! – Ugra 1-2 Sporting

Ao meio na imagem, o mágico Alex Merlim abriu pela 2ª vez, com o seu 5º golo na competição, as portas da final da UEFA Futsal Cup para a turma leonina. Com um maravilhoso 1×1 na ala esquerda seguido do clássico remate de bico, o mágico italo-brasileiro apareceu no momento em que a equipa precisava da sua criatividade, face à falta de sorte (e às defesas do internacional georgiano Kupatadze) que a equipa estava a revelar no capítulo da finalização.

Vitória mais que justa para a exibição confiante e assertiva que a turma de Nuno Dias realizou na quadra da Arena de Almaty. Em quase todos os departamentos de jogo, o Sporting foi superior à equipa que se sagrou campeã europeia. Apesar de ter existido um certo equilíbrio no número de remates efectuados (com um ligeiro ascendente para o Ugra; 48 contra 46 do Sporting) a turma leonina criou mais perigo e mais oportunidades de golo (dos 46 remates realizados pelos jogadores do Sporting, 23 foram defendidos e 3 foram ao poste; os russos só obrigaram Marcão a ter que se aplicar em 13 e foram até poucas as oportunidades claras de golo construídas ao longo dos 40″) foi muito mais assertiva a defender (pressionou mais e melhor na 2ª e 3ª linha de marcação; baixou sempre com muita eficácia assim que os russos procuravam municiar em profundidade os seus seus pivots; fecharam-se relativamente bem no 5×4) e mais assertiva a pressionar e por conseguinte a condicionar o futsal dos russos. Continuar a ler “A um passo do sonho! – Ugra 1-2 Sporting”

A final é nossa!

Acabou há 3 minutos na Arena de Almaty! O Sporting eliminou o campeão europeu de futsal, os russos do Ugra, nas meias-finais da UEFA Futsal Cup. Resultado justíssimo para a turma de Nuno Dias num jogo em que os leões foram mais fortes em todos os departamentos do jogo, tiveram mais oportunidades de golo, defenderam melhor e criaram mais oportunidades de golo. Mesmo assim a equipa portuguesa teve que sofrer a bom sofrer nos últimos minutos contra o bem trabalhado 5×4 dos russos.

Escreverei a crónica do jogo mais logo.

À Conquista da Glória

É já amanhã pelas 13 horas (transmissão em directo na RTP) que o futsal do Sporting tentará nesta vistosa e futurista Arena de Almaty no Casaquistão conquistar o Título que falta no Museu de Alvalade: a UEFA Futsal Cup. Nas meias-finais da prova, a equipa comandada por Nuno Dias defrontará os actuais campeões europeus, os russos do Gazprom Ugra, equipa do bem conhecido Éder Lima, pivot brasileiro naturalizado russo que já defrontou várias vezes a selecção portuguesa com a camisola daquele país em europeus e mundiais da modalidade.

Conheça melhor esta equipa do Ugra (vs Dínamo de Moscovo em Novembro de 2016, precisamente o adversário que o Sporting eliminou em Odivelas na Ronda da Elite da UEFA Futsal Cup)