Anotações positivas de James Rodriguez

  • Actuando mais pelo interior, realizou boas combinações com o lateral Rafinha.
  • Procurou bem o corredor central para tentar ultrapassar linhas de pressão adversárias através de tabelas com os colegas ou simplesmente variar o centro de jogo para o flanco esquerdo. Esta capacidade, possibilitada pela sua qualidade no passe à distância irá casar-se muito bem com os processos de circulação ordinariamente utilizados pela equipa bávara.
  • O colombiano irá aumentar a qualidade da equipa nos remates de meia distância.
  • Como é um jogador que gosta de entrar em zona de finalização nas jogadas que são construídas pelo flanco oposto, nesse aspecto, o colombiano também entra claramente nas ideias de jogo da equipa. Será mais uma solução de área numa equipa onde são vários os jogadores (Arturo Vidal à cabeça) que gostam de entrar em zonas de finalização para concluir a jogada.

Serge Gnabry

O novo reforço do Bayern é isto. Veloz, ávido a explorar as costas do lateral (lamenta-se o facto de não ter chegado a tempo de poder jogar com Xabi Alonso), muito técnico, muito fantasioso (o jogador tem uma verdadeira maleta cheia de truques) e finalizador q.b, ou pelo menos, um jogador que só tem olhos para o golo. Apesar de ter desperdiçado algumas bolas no jogo contra a selecção checa, o jovem de 21 anos que foi completamente desaproveitado por Arsène Wenger no Arsenal, clube que o lapidou, marcou 11 golos na temporada 2016\2017 ao serviço do Werder Bremen.

Hoje escreve o Mister #3

Por Pedro Sousa, treinador de futebol

Quando vejo tantos treinadores a ensinar isto, dá vontade de os mandar prender!! E a este nível deviam ficar na bancada somente a ver os jogos e não a treinar!

“Vais a casa de banho e o defesa vai contigo.”