A estupidez de Budag Nasirov e a aposta em jogadores de desenvolvimento na equipa B do Sporting

Segundo a lei 3 das regras do jogo, ponto 7, Se o jogo é interrompido e a interferência foi causada por:
• um elemento oficial de uma equipa, um suplente, um jogador substituído ou um
jogador expulso, o jogo recomeça com um pontapé-livre direto ou pontapé de penálti

A decisão tomada pelo árbitro da partida no lance que podem ver no vídeo em epígrafe é portanto… correcta.

Há uns tempos, em conversa com o Miguel, autor convidado deste blog, a propósito do que ele escreveu neste post, referi-lhe a minha opinião muito particular quanto à estratégia que deverá ser seguida daqui em diante na equipa B do Sporting. Referi nessa conversa a ideia que a equipa B do Sporting está a ser, desde a sua formação em 2012, palco para todo o tipo de experimentalismos de jogadores vindos de “outros planetas” a troco de praticamente nada quando deveria servir exclusivamente em primeiro lugar a transição de atletas do departamento de formação para o escalão sénior e em segundo lugar para o desenvolvimento de jogadores em que haja um mínimo criterioso de garantias em como poderão um dia ascender ao plantel principal. Continuar a ler “A estupidez de Budag Nasirov e a aposta em jogadores de desenvolvimento na equipa B do Sporting”